VW T-Cross vinho arrow-options
Caue Lire/iG Carros
VW T-Cross 200 TSI Comfortline mostra que tem um conjunto mais bem acertado que os rivais de marcas japonesas

A invasão dos SUVs no mercado foi séria. O recente estudo divulgado pela Anfavea mostra que entre 2010 e 2019 a participação nas vendas dos utilitários esportivos passou de 7% para 22%. E a VW demorou para entrar nessa onda no Brasil com um compacto, que veio apenas há um ano, com o T-Cross.

LEIA MAIS: Jeep Renegade x VW T-Cross:  novato chega ditando novos paradigmas

Mas, como diz o ditado, os últimos serão os primeiros...Ao comparar a versão Comfortline 200 TSI do VW T-Cross (R$ 99.990) com a SL do Nissan Kicks (R$ 102.790) e a EX-L do Honda HR-V (R$ 111.990), o modelo da marca alemã se mostrou um passo a frente no que se refere aos conjuntos mecânico e estrutural.

Mas, primeiro, vamos ver o que cada um dos três oferece de equipamentos de série. O trio vem bem equipado de fábrica e conta com controles eletrônicos de estabilidade e tração, ar-condicionado digital (com saídas de ar para o banco traseiro no T-Cross), câmera de ré, ancoragem ISOFIX e central multimídia compatível com Apple Car Play e Android Auto entre os principais itens.

O VW T-Cross é mais em conta que os dois rivais desse comparativo e tem mais opcionais. São três pacotes. Um para itens ligados à aparência, como bancos de couro e pacote cromo (R$ 1.950), outro para funcionalidades (sensores de chuva e crepuscular, por exemplo, por R$ 4.800) e o terceiro para equipamentos técnógicos, bem completo, que inclui até uma disqueteira no porta-luvas, cluster digital e GPS (R$ 5.450). 

Na comparação com os rivais, o VW T-Cross tem porta-malas um pouco mais apertado, com 373 litros, ante 432 l do Nissan e 437 l do Honda. Mas o espaço interno para os 5 ocupantes é equivalente nos três. Além disso, a posição de dirigir no VW é melhor, assim como a ergonomia, com comandos sempre ao alcance das mãos e fáceis de serem acionados.

Dando uma olhada no desenho externo do trio, o do VW é o mais recente, com elementos mais modernos, como lanternas traseiras de LED e acabamento escurecido, o que confere um aspecto mais sofisticado que o dos rivais, que já estão há mais de quatro anos no Brasil com poucas mudanças estéticas, apenas atualizações discretas.

LEIA MAIS: Nissan Kicks virá com Sem Parar instalado de fábrica

Se nos quesitos equipamentos, design e espaço interno os três ficam próximos, quando damos a partida e saímos por aí o VW mostra que está na frente dos rivais de marcas japonesas, ambos com câmbio CVT e motores aspirados que não têm as mesma eficiência do 1.0, turbo flex, de três cilindros do T-Cross.


São 128 cv por litro no VW contra 71, cv/litro no Nissan e 77,1 cv/litro no Honda. Isso se traduz em uma relação entre desempenho e consumo mais favorável ao T-Cross. Acelere e verá que o VW pode ir de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, ante 12,4 s do Kicks e 11,s do Honda, por exemplo. Isso é apenas uma amostra da superioridade do modelo da marca alemã, que vem com câmbio manual de seis marchas, com trocas rápidas e precisas, melhor que os pacatos CVT dos rivais.

Dos três SUVs , apenas no VW e no Honda é possível ter hastes atrás do volante para trocas sequenciais, o que ajuda a enfrentar trechos sinuosos e ultrapassagens com mais agilidade. No Nissan é preciso ter paciência ao acelerar, já que, dos três, é o que tem menos força (15,5 kgfm a 4.000 rpm, ante 17,4 kgfm a 5.000 rpm do Honda e bons 20,4 kgfm a meros 2.000 rpm do VW).

Para completar, o VW T-Cross tem comportamento de um hatch, mais obediente que os outros dois SUVs nas curvas, frenagens e retomadas. A carroceria do VW inclina menos das curvas e o carro transmite mais segurança no limite de aderência, mesmo com vão livre do solo intermediário (19,1 cm, ante 20 cm do Nissan e 17,7 cm do Honda), mérito do ajuste da suspensão e da boa rigidez torcional da carroceria.


Além de ter melhor desempenho que os rivais da Nissan e da Honda, o VW também consegue ter consumo equivalente e até melhor em algumas situações. Segundo o Inmetro, o T-Cross 200 TSI automático é capaz de fazer 7,6 km/l de etanol na cidade e 9,5 km/l na estrada, ante 7,7 km/l e 9,4 km/l do Nissan e 7,7 km/l e 8,6 km/l do Honda, respectivamente.

Com apenas gasolina no tanque de 52 litros, ainda levando em conta os dados do Inmetro, o VW T-Cross tem mais autonomia na estrada, com 702 km teóricos, contra 627,3 km do HR-V e 561,7 km do Kicks, que tem o menor tanque dos três, de apenas 41 litros.

Conclusão

O VW T-Cross demorou para chegar na briga entre os SUVs compactos, mas mostra um conjunto mais bem acertado e moderno que os rivais Nissan Kicks e Honda HR-V, que já estão precisando de mudanças mais significativas para continuar tendo apelo na acirrada disputa no segmento de SUVS compactos. Entre os dois, o HR-V fica em segundo lugar no comparativo, seguido pelo Kicks.

LEIA MAIS:  Honda lança HR-V para público PcD com preços especiais

O Kicks passará a ter atualizações mais importantes a partir de 2022, quando passará a estar disponível como híbrido. E o HR-V não tem grandes mudanças previstas para os próximos anos. No ano passado recebeu uma leve reestilização e, no Brasil, ganhou a versão Touring, com motor 1.5 turbo. Em breve, porém, o antigo motor 1.8 aspirado deverá dar lugar, enfim, ao 1.0 turbinado, de três cilindros.

Ficha técnica

VW-TCross Comfortline 200 TSI

Preço: a partir de R$ 99.990

Motor: 1.0, quatro cilindros, flex, turbo

Potência: 128 cv (E) / 116 cv (G) a 5.500 rpm

Torque: 20,4 kgfm a 2.000 rpm

Transmissão: Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / sólido (traseiros)

Pneus: 205/55 R17

Dimensões: 4,20 m (comprimento) / 1,75 m (largura) / 1,57 m (altura), 2,65 m (entre-eixos)

Tanque: 52 litros

Porta-malas: 373 litros

Consumo gasolina: 7,6 km/l (cidade) / 9,5 km/l (estrada), com etanol e 11 cidade e 13,5 km/l na estrada, com gasolina

0 a 100 km/h: 10,4 segundos

Velocidade máxima: 184 km/h

Honda HR-V EX-L

Preço: a partir de R$ 111.990

Motor: 1.8, quatro cilindros, flex

Potência: 139 cv (G) / 140 cv (E) a 6.300 rpm

Torque: 17,3 kgfm (G) / 17,4 (E) a 5.000 rpm

Transmissão: automática, CVT, simula 7 marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus: 215/55 R17

Dimensões: 4,33 m (comprimento) / 1,78 m (largura) / 1,59 m (altura), 2,61 m (entre-eixos)

Tanque: 51 litros

Porta-malas: 437 litros

Consumo etanol: 7,7 km/l (cidade) / 8,6 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11 km/l (cidade) / 12,3 km/l (estrada)

0 a 100 km/h:11,2 segundos

Velocidade máxima: 175 km/h

 Nissan Kicks SL

Preço: a partir de R$ 102.790

Motor: 1.6, quatro cilindros, flex

Potência: 114 cv a 5.600 rpm

Torque: 15,5 kgfm a 4.000 rpm

Transmissão: Automático, CVT, simula seis matchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus: 205/55 R17

Dimensões: 4,30 m (comprimento) / 1,76 m (largura) / 1,59 m (altura), 2,61 m (entre-eixos)

Tanque: 41 litros

Porta-malas: 432 litros

Consumo etanol: 7,7 km/l (cidade) / 9,4 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11,4 km/l (cidade) / 13,7 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 12,4 segundos

Velocidade máxima: 175 km/h

    Veja Também

      Mostrar mais