BMW 330e M Sport: um dos melhore sedãs disponíveis no Brasil hoje em dia com sistema híbrido
Carlos Guimarães/iG
BMW 330e M Sport: um dos melhore sedãs disponíveis no Brasil hoje em dia com sistema híbrido

A tecnologia dos modelos híbridos tem conseguido reunir o melhor de dois mundos, ou seja, alto desempenho com baixo consumo. E um dos principais exemplos disso é o BMW 330e M Sport (R$ 356.416), sedã esportivo com dois motores, um a combustão e outro elétrico, que podem funcionar em conjunto, alernadamente ou separados.

Não há como negar que passei bons dias ao volante do BMW 330e M Sport , que instiga a pegar uma estrada no final de semana. O carro é um dos mais equilibrados do segmento, o que fica caro em qualquer situação.

Pode acelerar que você terá fôlego de sobra para ultrapassagens sempre rápidas e seguras com uma estabilidade irrepreensível por diversos fatores, entre os quais, baixo centro de gravidade, alta rigidez torcional e até a ajuda dos pneus de 19 aro.

Toda disposição para andar rápido, frear e contornar curvas com maestria não é por acaso. Já começa dos 184 cv do motor 2.0 turbo cuja potência é somada aos 113 cv do elétrico, chegando nos 292 cv e nada desprezíveis 42,8 kgm de torque.

São números suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em meros 5,9 segundos, o que é 1,7 segundo a menos que o 320i . E se a idéia é pisar bem de leve no pedal da direita, apenas com o motor elétrico, é possível rodar 56 km sem gastar uma gota de gasolina.

O que também faz parte do repertório do bom acerto do sedã híbrido da BMW é o câmbio ZF de 8 marchas, com trocas rápidas e precisas, sem nenhuma hesitação, funcionando perfeitamente com o 2.0 turbinado . O que acaba atrapalhando um pouco no piso mal conservado de boa parte das vias é o ajuste firme da suspensão, o que causa alguns solavancos e algum desconforto. Em compensação, sobra poder de frenagem e de capacidade de grudar no chão nas curvas.

Deixando o lado esportivo e indo para o econômico, o BMW 330e M Sport também é animador. De acordo com dados do Inmetro, o sedã pode fazer 23,8 km/l na cidade e 26,8 km/l com gasolina e usando o motor elétrico para reduzir o consumo de combustível .Com tanque de 40 litros e as baterias totalmente carregadas, o carro pode rodar empolgantes 1..072 km em trechos rodoviários e 952 km em urbanos, ainda conforme o inmetro.

É ou não o melhor de dois mundos? Bom lembrar também que é possível carregar as baterias na tomada e rodar no anda e para do trânsito apenas no modo elétrico. Basta selecionar o modo de condução no painel. Aliás, o interior é outro show à parte do BMW , que conta com uma das melhores centrais multimídia entre os sedãs premium conectadas à internet. Precisei utilizar o GPS e a navagação foi perfeita, com orientações projetadas no para-brisa pelo head-up display.

Leia Também

Leia Também

Sedã hi-tech

BMW 330e MSport vem com cluster digital, colorido e configurável, além de head-up display de alta resolução
Divulgação
BMW 330e MSport vem com cluster digital, colorido e configurável, além de head-up display de alta resolução

Porém, como tem tração traseira e uma pegada mais esportiva , apenas dois ocupantes se acomodam bem no banco traseiro, uma vez que existe a elevação da estrutura bem no centro do carro e por meio da qual passa o eixo cardã. Pelo menos, quem for sentado atrás tem saídas de ar e um espaçoso apoio de braço com porta-copos entre as comodidades.

O acabamento é caprichado e a lista de equipamentos conta com itens sofisticados, como condução semi-autônoma , carregador de celular por indução, alerta de ponto cego, chamada de assistência de emergência, câmera de 360 graus (e com visão de cima do carro), visão remota do veículo por meio de aplicativo, serviço de concierge, entre outros.

A distância entre-eixos de 2,85 garante bom espaço interno, inclusive para quem for sentado no banco de trás. Mas o porta-malas é um pouco apertado para um sedã , com 375 litros de capacidade, segundo a fabricante. É mais do que costuma ter um cupê esportivo, se estiver pensando em levar um modelo do gênero.

Conclusão

O BMW 330e M Sport é um sedã surpreendente, que consegue ter desempenho de esportivo e ser mais econômico que um bom hatch compacto de baixa cilindrada, ajudado pelo sistema híbrido. Pena que foi feito para poucos, já que ultrapassa dos R$ 350 mil.

A pegada mais esportiva também atrapalha um pouco a rodar pelas valetas, obstáculos e sobre piso irregular. Mas o conjunto do carro é um dos melhores do segmento hoje em dia disponíveis no mercado.

Ficha técnica:
330e M Sport
Preço: R$ 356.416
Motor: 2.0, turbo, gasolina e outro elétrico
Potência: 184 cv + 113 cv do elétrico= 292 cv
Torque: 30,6 kgfm + 27 kgfm do elétrico= 42,8 kgfm
Transmissão: automática, oito velocidades, tração traseira
Suspensão: McPherson (dianteira), multibraço (traseira)
Freios: discos ventilados (dianteira e traseira)
Proporções: 4,70 m de comprimento, 1,82 m de largura e 2,85 m de entre-eixos
Porta-malas: 375 litros
0 a 100 km/h: 5,9 segundos
Velocidade máxima: 230 km/h
Consumo: 23,8 km/l na cidade; 26,8 km/l na estrada (Inmetro)


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários