Ford Ranger FX4:  versão aventureira encerra ciclo da atual geração

Com alguns itens exclusivos, picape mostra valentia, mas já sente o peso dos anos

Ford Ranger FX4: detalhes pintados de preto brilhante, rodas de aro 18, entre outros detalhes excluivos
Foto: Carlos Guimarães
Ford Ranger FX4: detalhes pintados de preto brilhante, rodas de aro 18, entre outros detalhes excluivos

O sucesso das picapes com apelo aventureiro encorajaram a Ford a lançar mais uma versão da atual geração da Ranger antes do modelo ser substituído pelo novo, que já foi apresentado e vai ser fabricado na Argentina a partir do ano que vem, quando também começará a ser trazido ao Brasil .

Não é à toa que as fabricantes apostam em versões mais dispostas a encarar uma trilha. Além de ser uma espécie de "SUVização" das picapes , elas também combinam com o espírito aventureiro dos utilitários com tração integral e motor a diesel com boa dose de força.

É o caso da Ford Ranger FX4 (R$ 288.990), que vem equipada com o já conhecido 3.2, de cinco cilindros, capaz de gerar 200 cv e bons 47,9 kgfm de torque a meros 1.750 rpm, o que significa que você terá força suficiente para ouvir os pneus traseiros "cantando" mesmo sem querer.

Basta pisar um pouco mais forte no acelerador em qualquer curva. Ainda bem que a picape vem com controle eletrônico de estabilidade (ESP). Aliás, se for mesmo pegar uma trilha, existem outros recursos interessante.

Um deles fica por conta do controle de descida, que aciona os freios automaticamente em descidas muito íngrimes, o que veio dos tempos em que a Ford era dona da Land Rover , o que aconteceu até março de 2008, quando fez um negócio bilionário com a indiana Tata Motors. Há também como instalar um snorkel feito especialmente para a versão FX4 , item oferecido como acessório para ajudar a atravessar trechos alagadosde aré 80 cm de profundidade.

Tem mais: por R$ 2 mil extras, a Ford instala as mesmas rodas e pneus da versão Storm , com aro 17 e o pneus 265/65 R17 All Terrain Plus no lugar das de aro 18, montadas em quatro Pirelli Scorpion 265/60 R18 All Terrain (50% on-road e 50% off-road). Some-se a isso o câmbio automático de seis marchas e o sistema de tração 4x4 com diferencial blocante e terá um bom pacote para se aventurar por aí.

Além do aplicativo Ford Pass , não espere por itens modernos, como uma central multimídia com tela na vertical e acesso à internet, ou até mesmo algo mais simples, como retrovisor interno eletrocrômico e sensores que acionam os faróis e o limpador de para-brisa. O sistema é o bem conhecido Sync3, com tela de 8 polegadas, compatível com Apple Car Play e Android Auto, mas sem fio. Porém, assim como por fora, a Ranger FX4 tem alguns itens exclusivos por dentro.

As costuras vermelhas não apenas dos bancos personalizados, mas de tudo que vem revestido de couro é um deles, bem como os apliques de tom cinza e esmaltados. Também incluíram rebatimento automático dos retrovisores , mas não com um relê que permite acionar o sistema alguns segundos depois da ignição ser desligada. E a partida também é à moda antiga, ou seja, girando a chave e não apertando um botão.

Foto: Divulgação
Ford Ranger FX4 vem com bancos revestidos de couros com costuras vermelhas entre os equipamentos

Para disfarçar as rugas da atual geração, com a plataforma T6 , adotada desde 2011 e que passou por algumas mudanças em uma década, a Ford adotou alguns novos detalhes, entre os quais partes pintadas de preto brilhante, nova grade exclusiva, faróis full-LED com projetores e máscara escura, alargadores nos para-lamas na cor preto fosco e adesivo com uma faixa cinza e a assinatura FX4 vermelha.

São seis opções de cores : duas tonalidades de vermelho Toscana e Bari, além das mais tradicionais prata Geada, branco Ártico, preto Gales e cinza Moscou. Bem que caberiam mais, levando em conta o certo tom descolado da versão FX , que mereceria tons exclusivos de azul, verde a até mesmo amarelo. Mas isso vai ficar para a próxima geração, que chega em 2023.

Conclusão

A Ford Ranger FX4 chega em um momento com fortes concorrentes no pareo. Um deles é a Chevrolet Z71 (R$ 271.910). Outro é a Mitsubishi L200 Savana (R$ 242.762). A Nissan prepara a nova Frontier , que vai chegar no mês que vem, com a versão com apelo aventureiro Pro4X. E logo a Toyota vai apresentar no Brasil a Hilux GR-S

Ficha Técnica

Ford Ranger FX4 (R$ 288.990)

Motor: 3,2, cinco cilindros, turbodiesel

Potência (cv): 200 a 3.600 rpm

Torque (kgfm): 47,9 a 1.750 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração integral

Suspensão:Independente (dianteira) e feixe de molas semielípticas (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 265/60 R18 

Dimensões: 5,35 m (comprimento) / 1,86 m (largura) / 1,82 m (altura), 3,22 m (entre-eixos)

Tanque : 80 litros

Caçamba: 1180 litros

Consumo: 8,4 km/l (cidade) / 9,4 km/l (estrada) com diesel

0 a 100 km/h: 11,6 segundos 

Vel. Max: 180 km/h