Futuro rival de Onix e HB20, Kia Rio será feito no México. Atraso na fábrica deixa estreia do hatchback para o ano que vem

A Kia irá apostar em um novo hatchback no mercado brasileiro, chamado Kia Rio. Agora em sua quarta geração, o compacto é uma espécie de irmão do Hyundai HB20 , por usar a mesma plataforma. Sua estreia mundial será no Salão de Paris (França), que começa no dia 29 de setembro. No Brasil, o lançamento foi adiado para 2017, o que pode fazer com que o modelo não participe do Salão do Automóvel, em São Paulo, entre os dias 10 e 20 de novembro.

As primeiras imagens divulgadas mostram que o Kia Rio ficou muito próximo dos esboços divulgados em agosto. Criado pelo estúdio de design da marca na Alemanha, o hatch ficou mais arrojado, graças à grade “focinho de tigre” mais longa e integrada aos faróis, mais finos e com lâmpadas largas em LED. A fabricante diz que todas as mudanças foram feitas para dar uma impressão de ser um carro grande e espaçoso.

LEIA MAIS: Nova geração do Kia Sportage vai de R$ 109.990 a R$ 134.990

Essa sensação de grandeza vem das novas medidas do Kia Rio. O hatchback mede 4,06 metros de comprimento e 1,72 de largura – são 15 milímetros a mais de comprimento e 5 mm de largura. O entre-eixos cresceu 10 mm, alcançando 2,58 metros. Para comparação, o Hyundai HB20 tem 3,92 m de comprimento, 1,68 m de largura e 2,50 m de entre-eixos, medidas um pouco menores que as o novo Rio.

Como a apresentação oficial será apenas no final de novembro, a fabricante ainda não revelou as informações mecânicas sobre o novo Kia Rio. A mídia europeia fala sobre o uso dos mesmos motores do Hyundai i20 , o primo rico do HB20. No Velho Continente, ele conta com seis motores, passando de 1.1 a 1.4. A atração é o inédito 1.0 T-GDi de três cilindros, que aproveita o turbo para gerar 120 cv e 17,5 kgfm e, ao contrário do 1.0 nacional, conta com injeção direta. Poderá usar o câmbio automático ou manual, sempre de seis marchas.

Só em 2017

No mundo perfeito da Kia no Brasil, era para o Kia Rio já estar nas lojas. O plano original da fabricante era lançar o modelo para os Jogos Olímpicos, aproveitando a relação entre o nome e o Rio e Janeiro. Não contavam com os problemas causados pela troca de governo na região de Nuevo Léon, que decidiu travar os incentivos que haviam sido prometidos anteriormente. A fábrica atrasou, começando suas operações apenas maio – o complexo estava pronto desde novembro.

LEIA MAIS: Após atraso, Kia começa a produzir novo sedã Cerato no México

Isso acabou com o planejamento da marca. Começaram a operação da fábrica na cidade de Pesquería com a nova geração do sedã Cerato , que será exportado diversos países, entre eles o Brasil. A nova programação coloca a produção do Kia Rio para o fim do ano, entre novembro e dezembro. Dessa forma, podemos esperar o hatchback em terras tupiniquins apenas para 2017.

O Kia Rio é uma das apostas da Kia do Brasil para aumentar sua participação. Como o modelo virá do México, ficará isento dos 35% de alíquota de importação, ajudando o compacto a ter um preço mais competitivo. Deve ser posicionado acima do HB20 , como um hatch pequeno premium, estratégia usada no Ford Fiesta e Peugeot 208 .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.