Apesar do mercado em crise, fabricantes ainda apostam em lançamentos e passam a substituir modelos mais antigos no mercado

Ainda em crise, o mercado de automóveis no Brasil não está entre os que contam com os carros mais modernos à venda no mundo. Mas, apesar disso, a maioria das fabricantes ainda aposta em lançamento para tentar atrair clientes. Com isso, os veteranos vão saindo de cena para dar lugar às novidades.

Na lista abaixo, mostramos cinco carros que já estão à venda no País há vários anos e logo sairão de linha. São carros que deverão sumir do showroom de novos até o início do ano que vem, sendo que alguns já somem até antes, como é o caso do Chevrolet Cruze Sport6 , que vai dar lugar ao novo Cruze Hatch , vindo da Argentina, a partir de janeiro próximo.

1 – Renault Clio

Renault Clio 1.0
Divulgação
Renault Clio 1.0

A segunda geração do hatch é vendida no Brasil desde 2002. Desde então, passou por algumas reformas no desenho, sendo que a mais recente foi adotada em 2012, quando o carro teve como principal mudança a frente renovada. Apesar de figurar entre os carros mais econômicos do País, o Clio perdeu o apelo de vendas há tempos.

LEIA MAIS: Fiat lança Punto 2017. Versão esportiva T-Jet sai de linha

Será substituído pelo pequeno Kwid no início do ano que vem. O novo modelo, porém, será mostrado pela primeira vez ao público no Salão do Automóvel, em São Paulo, entre 10 e 20 de novembro.  Terá um novo motor 1.0, de três cilndros e a base CMF-A, entre os destaques.

2 – Chevrolet Cruze Sport 6

Chevrolet Cruze Sport6
Divulgação
Chevrolet Cruze Sport6

 Depois que a versão sedã do Cruze chegou às lojas, na metade do ano, o hatch Sport6 perdeu força no mercado, à espera da nova geração. A novidade já começou a ser fabricada na Argentina e passará a ser vendida no Brasil em janeiro, conforme apurou a reportagem de iG Carros.

Assim como o Vectra GT , o novo Cruze Hatch é derivado do Astra europeu. E chegará ao Brasil com o mesmo conjunto mecânico do sedã, que inclui motor 1.4, turbo flex, de 153 cv e câmbio automático de seis marchas. Mas terá um ajuste um pouco mais esportivo, o que inclui a calibragem da suspensão, entre outros ajustes.

3 – Hyundai Tucson

Hyundai Tucson
Divulgação
Hyundai Tucson

 A primeira geração do  Hyundai Tucson  fez bastante sucesso no Brasil, primeiramente importado da Coréia do Sul, em 2005, para apenas seis anos depois começar a ser montado em Anápolis (GO). E vai resistir ao máximo no mercado brasileiro, mesmo com a chegada da nova geração do Tucson, com a qual vai conviver até o final do ano que vem.

LEIA MAIS: Volkswagen pode tirar Fusca de linha em 2018

O novo Tucson será uma das atrações do Salão do Automóvel e, além do desenho arrojado, deverá ter novo motor 1.6 turbo com injeção direta de combustível, além da nova central multimídia compatível com celulares Android ou iOS. Entretanto, o preço deverá saltar para algo em torno de R$ 130 mil, ante os R$ 69.900 do antigo. 

4 – Fiat Punto

Fiat Punto 2017
Divulgação
Fiat Punto 2017

 Lançado no Brasil em 2007, o Punto ainda tem seu charme, mas já não consegue brigar de igual para igual com rivais mais fortes no mercado, como Ford Fiesta e Peugeot 208 . Seu successor, por enquanto conhecido apenas pelo código X6H, já roda em testes bastante camuflado.  Tudo indica que será lançado no segundo semestre de 2017, quando o Punto deverá dar adeus ao mercado brasileiro.

Atualmente, o Punto é vendido em apenas três versões: Attractive 1.4 ( R$ 52.520), Essence 1.6 (R$ 58.530) e BlackMotion 1.8 (R$ 64.700). A mais esportiva T-Jet, com motor 1.4 turbo, deixou de ser oferecida no primeiro semestre do ano.

5 – Renault Kangoo 

Renault Kangoo
Divulgação
Renault Kangoo

Pois é, ele ainda existe. Usa a mesma plataforma do Clio , produzido desde 1998. Recebeu a reestilização mais recente em 2013 usando o nome Very Long Life internamente (“Vida Muito Longa”), para definir à longevidade deste modelo. No seu lugar vai entrar o Dokker, nome que não deverá ser usado na America do Sul, onde Kangoo deve ser mantido.

LEIA MAIS:  Dez carros nacional que deixaram saudades

O novo modelo é feito sobre a mesma base M0 da dupla Sandero e Logan, cuja produção está sendo transferida para a Argentina para abrir espaço para os modelos Kwid e Captur na linha de produção em São José dos Pinhais (PR).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.