Modelo com pintura de dois tons e detalhes retrô presta homenagem ao clássico que faz parte da paisagem no Brasil até hoje

Edição limitada do Volkswagen Transporter em homenagem à primeira geração da Kombi
Divulgação
Edição limitada do Volkswagen Transporter em homenagem à primeira geração da Kombi

Entre os supercarros e as grandes novidades do Salão de Genebra, (Suíça), que será aberto ao público entre os dias 9 e 19, está uma edição limitada da van Volkswagen Transporter feita em comemoração dos 70 anos dos primeiros desenhos da Kombi. O carro vem com detalhes exclusivos que lembram a do antigo utilitário, que se transformou um dos ícones da marca alemã no Brasil por fazer parte da vida de milhões de brasileiros de mais de uma geração.

LEIA MAIS: Volkswagen mostra Kombi do futuro que dispensa motorista. Veja detalhes

Entre os itens que mais chamam atenção, destaca-se a pintura do tipo “saia e blusa”, com Branco Candy na parte de cima e Amarelo Kurkuma embaixo. Há também rodas com aro de 18 polegadas de diâmetro que imita as antigas faixas brancas dos pneus e os detalhes cromados da Kombi clássica. Feita a partir da sexta geração do modelo Transporter, a série especial é baseada na versão Comfortline, mas com alguns equipamentos da Highline e outros feitos sob medida, como o assoalho de madeira e os bancos com revestimento do tipo tartan , adotado no antigo e carismático modelo. 

No painel, incluíram apliques pintados de preto brilhante como parte do pacote de exclusividades, mas não foi umas melhores soluções que podiam encontrar, uma vez que esse tipo de material acaba sendo complicado por aderir com facilidade impressões digitais e reflete a luz do sol mais do que ideal, causando incômodo. Por outro lado, há boas novidades, como partes de aço inoxidável e sistema multimídia Premium, o que também mostra que, apesar da homenagem ao clássico, o carro está de acordo com as novas tendências.

LEIA MAIS:  Confura 10 kits de Lego sensacionais que criam carros com perfeição

E o conjunto mecânico segue o que há disponível na Europa para o Transporter, ou seja, o 2.0 turbodiesel, de 102 cv que funciona com câmbio manual de cinco marchas. Ou ainda a versão bem mais potente, de 204 cv, com tração integral e câmbio sequencial, de dupla embreagem e sete marchas. 

 Um breve relato sobre a Kombi original

Volkswagen Kombi Last Edition
Divulgação
Volkswagen Kombi Last Edition

 A Kombi foi o primeiro carro nacional fabricado pela Volkswagen no Brasil, em 1957 e saiu de linha apenas no fim de 2013 por causa de um decreto que estabeleceu que todos os caros fabricados no País no ano seguinte deveriam ter freios ABS e duplo airbag. Com isso, tornou-se o modelo fabricado por mais tempo no País, recorde que dificilmente será batido. Na Alemanha, o utilitário foi feito a partir de 1950, mas os primeiros desenhos datam de 1947.

LEIA MAIS:  Eis uma boa prova de que os carros antigos estão mesmo em alta

Começou a ser vendido com motor refrigerado a ar, o mesmo de toda linha derivada do Fusca original, mas em 2005 passou a ser equipado com o 1.4 flex, com sistema de arrefecimento a água. E no terreno nas vans fez extreme sucesso no Brasil não apenas pela relação entre custo e benefício, mas também pelo baixo custo de manutenção e pela robustez.