A versão ESDD, que tem dois freios a disco, agora conta com o sistema Combi Brake. Confira a avaliação.

A Honda NXR 160 Bros ESDD laranja em ação, com sistema CBS de freios combinados
Divulgação
A Honda NXR 160 Bros ESDD laranja em ação, com sistema CBS de freios combinados

Uma das opiniões mais corriqueiras entre aqueles que conhecem bem as motocicletas oferecidas em nosso mercado, seja um jornalista especializado, seja um usuário normal, é que a tão bela Honda NXR 160 Bros é um dos modelos mais “afinados” de suas categorias. Digo no plural porque podemos analisá-la por seu segmento, as motocicletas on/off, de uso misto, ou por sua faixa de cilindrada, em ambos os casos a “ Brosinha ” sempre arranca algum elogio de quem acabou de pilotá-la.

LEIA MAIS: Kawasaki Versys-X 300: a mais nova integrante da família

Realmente a motocicleta tem um porte encorpado, sem ser grande, alta ou pesada. Extremamente suave no manejo, tem posição confortável de pilotagem e pode-se dizer que é uma motocicleta muito bem resolvida na questão beleza. A Honda NXR 160 Bros é a segunda motocicleta mais vendida no Brasil.

Bem, a ideia não é causar uma overdose de elogios, mas sim mostrar quais são os pontos em que a Bros se destaca. Eu já havia rodado uma semana com a Honda NXR Bros 2017, há uns três meses, no mais elegante padrão de cores dessa versão da motocicleta, branco e azul, e aguardava uma oportunidade para aqui discorrer sobre suas características, entre um lançamento importante e outro (estamos com muitos lançamento importantes ultimamente). Só que agora a Honda chega com uma grande novidade para a Bros 2018, além das novas cores, entre elas esta chamativa mistura de cores laranja e branca. Nas outras cores, preta com detalhes em azul ou em vermelho, a Bros parece mais sóbria.

Mas a novidade mesmo da nova Honda NXR 160 Bros 2018 é a adoção do sistema CBS nos freios, sistema esse que transfere parte da força de frenagem para a roda dianteira da motocicleta mesmo quando o piloto aciona apenas o freio traseiro. As letras CBS significam Combined Braking System, ou sistema de frenagem combinada. A Bros é a primeira motocicleta brasileira de uso misto a ter esse sistema.

Uma portaria do Contran, de 2014, exige que as motocicletas de até 300 cm3 tenham o sistema ABS de antibloqueio das rodas (Antiblocking Braking System), ou o CBS. Acima dessa cilindrada, é obrigatório o ABS. A exigência é progressiva, este ano apenas 30% da produção ou importação de cada marca deve ter esse sistema, mas no próximo ano essa porcentagem aumenta para 60% em 2019, todas as motocicletas comercializadas no Brasil deverão ter um desses sistemas.

LEIA MAIS: Harley-Davidson: uma viagem para Foz do Iguaçu com fãs da marca

A adoção do sistema CBS na Bros representou um pequeno desafio para a engenharia da Honda, por dois fatores básicos, o grande curso das suspensões, por se tratar de um modelo de uso misto, e, pelo mesmo motivo, pelo fato de que a motocicleta poderá ter grande parte de sua utilização em estradas não asfaltadas, quando a aderência do piso é sempre menor do que a do asfalto.

O sistema CBS de freios está disponível apenas na Bros ESDD, que tem freios a disco nas duas rodas, acionados hidraulicamente (ESDD significa Electric Start Duplo Disco). A versão de entrada continua com dois freios a tambor acionados mecanicamente e não tem o sistema CBS. Poderia ter, já que a Honda está apresentando, simultaneamente, a CG 160 Start com dois freios a tambor acionados mecanicamente e com o sistema CBS.

Brosinha

Na Bros, o manete do freio dianteiro aciona dois pistões do freio dianteiro. O terceiro pistão hidráulico do freio dianteiro é acionado juntamente com o pistão do freio traseiro, acionado pelo pedal. Assim, ao acionar o pedal de freio a força de frenagem terá um acréscimo de 30% da capacidade de frenagem na roda dianteira.

LEIA MAIS: Triumph Street Cup surpreende na estrada

Uma outra novidade na Honda NXR 160 Bros é o painel de instrumentos com função blackout, com fundo escurecido. O preço da Bros ESDD é de R$ 11.990, nas cores laranja, vermelho e azul. A Bros com freios a tambor e sem CBS custa R$ 10.190 e está disponível nas cores preta com para-lama dianteiro branco ou inteiramente preta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.