Crossover baseado no Golf será revelado em outubro, no Salão de Frankfurt. Será uma opção para ocupar a vaga do Tiguan de cinco lugares no Brasil

Flagrado na Europa, o Volkswagen T-Roc pode virar uma alternativa ao novo Tiguan no Brasil
Reprodução/Ferd
Flagrado na Europa, o Volkswagen T-Roc pode virar uma alternativa ao novo Tiguan no Brasil

A Volkswagen sabe que está atrasada no segmento dos SUVs em comparação com a concorrência. E agora estão correndo atrás do tempo perdido. O Tiguan recebeu uma nova geração, com versão de sete lugares (que será vendida no Brasil, em 2018, com a terceira fileira de bancos como opcional). Além disso, criaram modelos como o enorme Atlas e, para as faixas de preço mais baixas, o utilitário esportivo compacto T-Breeze e o Volkswagen T-Roc, o crossover baseado no Golf e que apareceu antes da estreia, marcada para o Salão de Frankfurt (Alemanha), em outubro.

LEIA MAIS: VW Up! 2018 ganha desenho mais refinado e mais equipamentos

Ao invés de usar o mesmo design do Golf, o hatch que cedeu sua plataforma para o crossover, o Volkswagen T-Roc irá adotar a nova identidade visual da fabricante, que irá estrear no novo Polo, outro modelo que será revelado em outubro. Veja a foto acima, publicada pela página de segredos automotivos Ferd, no Facebook. Repare como a grade mudou bastante em relação aos carros atuais da marca alemã. O contorno cromado da grade, mais largo, dá um ar robusto, integrado aos faróis com desenho interno quadriculado.

Por usar a plataforma modular MQB, acredita-se que deve manter boa parte do tamanho visto no protótipo mostrado em 2014. Ou seja, terá 1,83 metro de largura e 1,50 m de altura. A diferença será o comprimento, crescendo dos 4,18 m de comprimento do conceito para algo em torno de 4,30 m. Seu entre-eixos deve ficar na casa dos 2,60 m. Assim, irá se distanciar do T-Breeze, esse sim com 4,10 m de comprimento e que será o menor SUV da marca.

LEIA MAIS: Volkswagen terá marca de baixo custo e que chegará ao Brasil

As apostas para o conjunto mecânico falam sobre o uso do motor 1.0 TSI ,utilizado no Up! e no Golf. Logo acima estará o novo 1.5 turbo,de 150 cv, que estrou recentemente com a reestilizacão do Golf, substituindo o 1.4 TSI. A configuração topo de linha terá o conhecido 2.0 TSI, do Tiguan. Irão trabalhar com câmbio manual, de seis marchas, e automatizado (DSG), de dupla embreagem, de 6 ou 7 marchas.

LEIA MAIS: Volkswagen Virtus chega ao País em 2017 para brigar com Honda City

No Brasil

Até o momento, a chegada do Volkswagen T-Roc ao Brasil não está confirmada, apesar do conceito ter sido apresentado aos brasileiros no Salão do Automóvel de São Paulo em 2014. Se a fabricante decidir vendê-lo por aqui, virá importado, por não ser um modelo com apelo  suficiente para justificar uma produção nacional. Seria uma alternativa ao Tiguan, que ficou maior e mais equipado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.