Tamanho do texto

Com preços mais em conta, Seguro Popular pode ser até 40% mais barato do que uma apólice normal, mas é mais indicado para veículos fora da garantia

Por usar peças usadas ou genéricas, o Seguro Popular pode ser mais barato do que uma apólice comum
Divulgação
Por usar peças usadas ou genéricas, o Seguro Popular pode ser mais barato do que uma apólice comum

Desde abril do ano passado, as seguradoras começaram a oferecer um novo tipo de plano, o Seguro Popular. Esse tipo de apólice promete preços mais baratos do que um seguro comum, por utilizar regras diferentes sobre o uso de peças de reposição nos consertos do veículo segurado. Quando anunciado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), a promessa era de preços entre 30% a 40% menores. A Bidu Corretora fez um levantamento para conferir essa diferença nos valores.

LEIA MAIS: Seguro Auto Popular - Veja como funciona

A pesquisa da Bidu Corretora leva em conta os planos das empresas Tokio Marine e Azul, as únicas a oferecer alguma modalidade do Seguro Popular até o momento. Fizeram a cotação para quatro modelos de entrada: Chevrolet Celta, Ford Ka, Renault Clio e Volkswagen Gol. O perfil utilizado é de um homem casado, de 35 anos, sem filhos e com garagem em casa e no trabalho, ambos em São Paulo.

Os valores obtidos pela empresa foram:

Veículo

Seguro tradicional

Seguro Popular

Diferença

Chevrolet Celta

R$ 2.611,40

R$ 2.029,52

22,2%

Ford Ka

R$ 2.355,86

R$ 1.816,79

22,8%

Renault Clio

R$ 2.463,55

R$ 2.108,04

14,4%

Volkswagen Gol

R$ 3.345,41

R$ 2.385,94

28,6%


É possível notar que, dependendo do modelo, a redução do preço fica bem abaixo do que era prometido pela Susep. O que chegou mais perto foi o Volkswagen Gol, que fica com um seguro 28,6% mais barato, uma queda de R$ 959,47. Porém, tanto Chevrolet Celta quanto Ford Ka ficam na casa dos 22%. Para os donos do Renault Clio, a diferença é bem pequena, de 14,4%, o que se traduz em R$ 355,51.

LEIA MAIS: Quanto custa o seguro dos 10 carros mais vendidos de 2016

Para carros mais antigos

O que torna o Seguro Popular mais barato é a permissão para utilizar peças genéricas ou usadas em reparos – as apólices normais são obrigadas a usar apenas peças originais das fabricantes. Há algumas restrições, como o item estar dentro das especificações técnicas da montadora, realizar o reparo em uma oficina credenciada pela seguradora e a obrigatoriedade de usar peças originais em equipamentos de segurança, como airbags, freios, conjunto de suspensão, pneus e cintos de segurança. Vidros também devem ser originais, por virem com a gravação da numeração do chassi.

LEIA MAIS: Novo aplicativo pede socorro mecânico a partir de R$ 55

As cotações feitas pela Bidu Corretora focaram em carros mais antigos por um bom motivo. O Seguro Popular é indicado para veículos que já estão fora da garantia – afinal, o reparo do carro com peças usadas ou genéricas faz com que perca a garantia de fábrica. Algumas, como a Azul, oferecem condições especiais para automóveis com mais de 11 anos. Antes de pensar em contratar o Seguro Popular, vale conferir se a garantia do seu carro ainda está dentro do prazo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.