Tamanho do texto

Fabricante mostra linha de montagem do compacto que começa a ser vendido em novembro. Sedã Virtus estreia no início de 2018

Novo VW Polo começa a ser  fabricado na unidade de produção da marca em São Bernardo do Campo (SP)
Divulgação
Novo VW Polo começa a ser fabricado na unidade de produção da marca em São Bernardo do Campo (SP)

A Volkswagen do Brasil anuncia investimento de R$ 2,6 bilhões para o Completo Industrial da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), onde já está sendo produzido o novo VW Polo e receberá também a linha de montagem do sedã Virtus, além de um SUV compacto (baseado no protótipo T-Cross Breeze) e uma picape, do mesmo segmento de Fiat Toro e Renault Oroch.

LEIA MAIS: Volkswagen mostra Polo nacional, ainda camuflado, às vésperas do lançamento

 O novo VW Polo chega ao mercado em novembro, de acordo com a fabricante alemã, enquanto o sedã Virtus vai dar as caras no primeiro trimestre do ano que vem. Ambos serão fabricados sobre a plataforma MQB-A0, a mesma base de Golf e Passat, mas numa versão um pouco mais compacta.

 O hatch contará com uma suspensão 20 mm mais alta que o modelo europeu, bem como um acerto exclusivo para as condições do asfalto no Brasil. Além disso, pela primeira vez, a marca disse que o Polo nacional terá algumas diferenças na parte da frente na comparação com o europeu. A plataforma MQB-A0 também permitirá alta resitência e mais segurança ao reduzir o peso total do veículo.

Compacto com projeto refinado

Pela primeira vez, a Volkswagen diz que o Polo nacional terá diferenças estéticas em relação ao europeu, daí os disfarces
Divulgação
Pela primeira vez, a Volkswagen diz que o Polo nacional terá diferenças estéticas em relação ao europeu, daí os disfarces

 Entre outras características do novo Polo nacional que já foram anunciadas pela Volkswagen, está o motor 200 TSI, o 1.0 turbo flex, com injecão direta, que terá 128 cv de potência e poderá ser acoplado, pela primeira vez, ao câmbio automático de seis marchas. Além dele haverá o 1.0 aspirado, com potência aumentada de 82 cv para 84 cv, com apenas etanol no tanque. E as versões intermediárias virão com o conhecido 1.6 MSI, com caixa manual ou automática.

LEIA MAIS:  Volkswagen confirma chegada de dois SUVs inéditos e de nova picape

Ao contrário da parte da frente, a traseira do Polo nacional se mostra igual a da versão feita na Europa
Divulgação
Ao contrário da parte da frente, a traseira do Polo nacional se mostra igual a da versão feita na Europa

Entre os itens de série em todas as versões, o novo Polo terá quatro air bags (dois frontais e outros dois laterais). O controle de estabilidade virá apenas na versão TSI e será opcional nas demais. Ainda na lista dos equipamentos de fábrica e os pagos à parte, destacam-se quadro de instrumentos digital, de TFT, com 10,2 polegadas e multimídia com tela de 8 polegadas (ambos opcionais), direção com assistência elétrica (de série), freios a disco nas quatro rodas com sistema que seca os componentes em caso de chuva (de série no TSI). 

A marca também optou por equipar o novo VW Polo com pneus verdes, de baixa resistência ao rolamento, que ajudam  na redução no consumo de combustível – sem deixar de lado a alta performance dinâmica, em dirigibilidade e frenagens. Serão três medidas disponíveis: 185/65 R15, 195/55 R16 e 205/50 R17. Mais detalhes serão revelados no mês que vem, quando o carro será mostrado por completo.

LEIA MAIS: Volkswagen revela detalhes do novo Polo nacional, antes do lançamento

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.