Tamanho do texto

Modelo volta ao mercado entre o fim de 2018 e começo de 2019. Confira o histórico do utilitário, inclusive no Brasil

Enquanto a nova geração do Land Rover Defender não chega, eis uma imagem do último modelo feito no ano passado.
Divulgação
Enquanto a nova geração do Land Rover Defender não chega, eis uma imagem do último modelo feito no ano passado.

A Jaguar Land Rover anuncia que todos os seus veículos terão opções elétricas e híbridas, começando em 2020. O carro chefe do projeto da marca britânica será o Range Rover Sport P400e, e também inclui a nova geração do icônico Land Rover Defender.  

LEIA MAIS: Utilitário militar aposta em versatilidade para auxílio de tropas

Vale dizer que isso não significa que os veículos serão 100% elétricos. O Land Rover Defender , por exemplo, pode aparecer com um sistema híbrido capaz de rodar apenas na eletricidade por pequenas distâncias. A nova configuração poderá reforçar mais ainda as características aventureiras do Defender. O conjunto da bateria adiciona mais peso ao utilitário, enquanto o torque instantâneo do sistema elétrico pode ajudar a superar obstáculos mais difíceis de serem superados. A nova geração do Defender deve chegar entre o final de 2018 e o começo de 2019, inicialmente com motores a gasolina e diesel.

Uma história marcante

Land Rover Series I: primeira geração do Defender, de 1948 já vinha com forte apelo off-road, o que sempre foi mantido
Reprodução
Land Rover Series I: primeira geração do Defender, de 1948 já vinha com forte apelo off-road, o que sempre foi mantido

O Land Rover Defender é um dos carros mais emblemáticos do Reino Unido. Ele foi fabricado entre 1948 e 2016, sendo a linha de produção mais antiga do mundo. O objetivo era superar absolutamente qualquer obstáculo em seu caminho da maneira mais eficaz possível, assim como seu eterno rival,o Jeep Wrangler.

LEIA MAIS: Range Rover Evoque Dynamic: assista ao vídeo do SUV com pegada esportiva

A versão que conhecemos hoje chegou em 1983, dividindo espaço com o bem sucedido Range Rover, que já trazia a mesma proposta dos utilitários recentes da marca: luxo e espaço interno. Uma investida clara contra o Jeep Wagoneer, que fazia muito sucesso nos Estados Unidos. Mas isso não fez com que o Defender perdesse seu brilho entre os entusiastas. Sua robustez e design espartano sempre foram os pontos chave nos corações dos entusiastas do off-road e fazendeiros.

LEIA MAIS: Veículo com base na Chevy Silverado substituirá utilitário militar icônico nos EUA

Ele era feito praticamente de forma artesanal na fábrica da Land Rover no Reino Unido, mas também teve uma breve produção na Karmann Ghia, em São Bernardo do Campo (SP). Entre 1998 e 2006, o jipe foi montado no Brasil com 40% de componentes nacionais, e outros 60% importados da Inglaterra. O motor do Land Rover Defender nacional era 2.5 turbodiesel com intercooler de 115 cv e 28,4 kgfm de torque, feito no Rio Grande do Sul. Com uma queda significativa nas vendas, o modelo parou de ser montado por aqui, e voltou a ser importado.

O Land Rover Defender teve sua produção encerrada em janeiro de 2016, gerando uma grande comoção entre seus entusiastas. Estes, aliás, não tiveram que esperar muito por novidades, pois a Land Rover logo anunciou a chegada da nova geração.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.