Tamanho do texto

O monstro de corridas da Porsche, o 911 RSR, está mostrando a que veio e, nesse ritmo, demonstra ser uma verdadeira ameaça

Porsche 911 RSR: nova geração do modelo de competição passou por vários testes para beirar a perfeição nas pistas
Divulgação
Porsche 911 RSR: nova geração do modelo de competição passou por vários testes para beirar a perfeição nas pistas

A Porsche conquista com o novo 911 RSR os dois primeiros títulos na Road Atlanta Reaceway, no evento  conhecido como Petit Le mans, ou North American Endurance Cup, uma corrida de duração de 10 horas. Patrick Pilet e Dirk Werner foram os pilotos que levaram o monstro GT de 510cv aos dois primeiros lugares.

LEIA MAIS: Porsche 911: Auf Wiedersehen motores aspirados, Willkommen motores turbo!

Aprovados nas classificações e confiantes de que o desenvolvimento do 911 RSR foi bem sucedido - para garantir resultados de ponta até em corridas como as 24 Horas de Le Mans - a equipe da Porsche vai encarar o restante da série de 4 corridas: a Petit Le mans, Daytona, Sebring e Watkins Glen, totalizando 52 horas de árduo trabalho entre todos da equipe. “Ganhar o North American Endurance Cup mostrou que nós sempre adiante e no tempo certo nas principais corridas de longa duração e, acima de tudo, nós garantimos a durabilidade do 911 RSR durante a temporada. Para um carro completamente novo, a performance foi excelente” afirma Dr. Frank-Steffen Walliser, Vice Presidente da Motorsport and GT Cars .

Engenheiros trabalharam duro para que o novo 911 RSR ter um conjunto bem acertado e conseguir vitórias
Divulgação
Engenheiros trabalharam duro para que o novo 911 RSR ter um conjunto bem acertado e conseguir vitórias


LEIA MAIS: Porsche 718 Boxster S: pura diversão

 Desenvolvimento

O projeto do RSR é completamente novo. A obsessão por construir uma máquina rápida e resistente, é o que manda. O segredo para um equilíbrio fenomenal da carroceria é o motor, posicionado à frente do eixo traseiro, aprimorando a distribuição de peso e possibilitando a instalação de um difusor traseiro maior, responsável por gerar maior pressão descendente e, assim, fazendo o carro fazer curvas com rapidez e boa estabilidade. Para a confirmação dos aprimoramentos aerodinâmicos, o carro passou inúmeras horas no túnel de vento da Porsche.

Iniciado em 2015, o novo desenvolvimento se baseou na experiência da Porsche nas pistas, no regulamento e no feedback dos pilotos. “ Os pilotos devem se sentir confortáveis com o carro, pois somente assim eles conseguirão sustentar a performance e deles mesmos numa prova tão severa como as 24 Horas de Le Mans ”, diz Marco Ujhasi, coordenador de projetos da Porsche GT Motorsport .

Porsche 911 RSR em ação na pista mostra com os bons resultados que todo o esforço valeu a pena
Divulgação
Porsche 911 RSR em ação na pista mostra com os bons resultados que todo o esforço valeu a pena


LEIA MAIS: Porsche começa a vender a nova geração do Panamera no Brasil 


Já em 2016, no circuito de testes da Porsche em Weissach, iniciaram-se os primeiros testes para coleta de informações e ajustes. Em outro momento, o carro foi levado para Sebring, na Flórida, um circuito conhecido por seu solo irregular, para um teste de 50 horas de duração. O plano é relacionar os dados obtidos na pista de testes com novos ajustes para adequar o RSR à ondulações como as de Sebring. “ Até onde sabemos, nenhuma outra fabricante ousou fazer isso ” diz Marco Ujhasi. Os testes duraram um total de 35.000 km para serem realizados, entre Março de 2016 no QG da Porsche e Janeiro de 2017, nas 24 Horas de Daytona, a primeira corrida que o 911 RSR participou.

Os componentes do veículo são pensados para serem substituídos no tempo mais reduzido possível, como as portas, por exemplo, que demandam apenas 15 segundos para sua substituição, bem como as peças em fibra de carbono, o sistema de suspensão e outros, que também ficaram muito mais simples para serem retirados e reinstalados.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.