Tamanho do texto

A KTM, marca austríaca de motos, promete mais modernidade e tecnologia, sempre com traços da característica coloração laranja

KTM Duke 390 ABS: a mais sofisticada entre as streets básicas, carrega as promessas da marca por mais modernidade
Divulgação
KTM Duke 390 ABS: a mais sofisticada entre as streets básicas, carrega as promessas da marca por mais modernidade

A KTM, famosa marca austríaca de motos e carros protótipos, apresenta suas novidades, como suas street e off-road. O seu modelo mais vendido, a Duke, é uma street de estilo urbano que é apresentada em duas versões: a 200 Duke e a 390 Duke ABS.

LEIA MAIS: Salão Duas Rodas, um verdadeiro parque de diversões para motociclistas

KTM 200 Duke

KTM  200 Duke 2018 é uma moto urbana e a versão de entrada da linha. O modelo, segundo a marca, tem o conceito CTG (Colors, Trends, Graphics) atualizado, isto é, novo grafismo com destaque nos detalhes na cor laranja das rodas, além de alguns pequenos novos componentes no motor e chassi, como mesas na suspensão dianteira na cor preta. Seu motor de um cilindro e 200 cc produz 25 cv e conta, como sistema de segurança, com sistema de freios ABS.

KTM 200 Duke: mesmo sendo a versão de entrada da marca, ainda sim não fica para trás no quesito tecnologia
Divulgação
KTM 200 Duke: mesmo sendo a versão de entrada da marca, ainda sim não fica para trás no quesito tecnologia

LEIA MAIS: Desvalorização: Veja as motos que menos depreciam do Brasil

KTM 390 Duke ABS

Na mesma família, mas com mais sofisticação em relação à 200 Duke, a KTM 390 Duke ABS 2018 está reestilizada e, agora, possui faróis em LED. O motor é um monocilíndrico 4 tempos e injeção eletrônica, produzindo 44 cv e 3,57 kgfm. A moto conta com o painel de tela TFT, que mantém o condutor informado sobre tudo o que acontece na moto e, além disso, permite conexão entre celulares, com a finalidade de visualização de chamadas telefônicas e controle de áudio. Outra tecnologia da nova geração é o acelerador eletrônico, a mesma apresentada na KTM Super Duke, em que a aceleração não é realizada por um cabo de aço, mas por meio de um sinal elétrico, o que promete mais refinamento no processo de aceleração, respostas e economia de combustível.

O painel da KTM Duke 390 ABS tem muitos recursos úteis para conectividade, sem distrair o motorista
Divulgação
O painel da KTM Duke 390 ABS tem muitos recursos úteis para conectividade, sem distrair o motorista

LEIA MAIS: Honda revela nova CBR1000RR  no Salão Duas Rodas, em São Paulo

Outras opções disponíveis na linha da KTM são motos superiores, compostas pela naked 1290 Super Duke, nas versões 1290 Super Duke R e 1290 Super Duke GT, bem como as 1290 Super Adventure, com a 1290 Super Adventure R e 1290 Super Adventure S. As motos de competição de enduro também farão parte da exposição, representadas pelas 300 EXC, de 2 tempos, até as 350 EXC-F e 250 EXC-F, de quatro tempos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.