Tamanho do texto

A Apple já fez seu próprio carro autônomo. Além disso, está implantando o sistema em carros da sua frota de testes

Lexus RX: SUV da marca japonesa tem sido usado para  testar o sistema de direção autônoma da Apple
Reprodução
Lexus RX: SUV da marca japonesa tem sido usado para testar o sistema de direção autônoma da Apple

A Apple está expandindo o seu projeto que desenvolve sistemas para carros autônomos. Concorrendo diretamente com a Waymo - pertencente ao Google e que também trabalha com essa tecnologia (inclusive testaram 600 minivans autônomas sem ocupantes) - a empresa que se consagrou com pesquisas no segmento dos celulares inteligentes se utilizou, este mês, de mais 24 Lexus RX450h na frota dos seus carros de testes, que hospedam os equipamentos de direção autônoma. A corrida entre montadoras e empresas de tecnologia está cada vez mais aquecida para o desenvolvimento desses sistemas, como se fosse uma espécie de “guerra fria automotiva”.

LEIA MAIS: Como a falta de infraestrutura atrasará a chegada de carros autônomos ao Brasil?

O Apple iCar, do Projeto Titan, foi criado pelo designer Franco Grassi, remetendo o mouse da Apple
Reprodução/Franco Grassi
O Apple iCar, do Projeto Titan, foi criado pelo designer Franco Grassi, remetendo o mouse da Apple

Em 2015, a Apple começou a projetar e desenvolver sistemas de direção autônoma, chegando a criar o iCar, um carro conceitual de autoria que fez parte do "Projeto Titan". A sua idealização e formulação contou com a participação de mais de 1000 funcionários. De acordo com o executivo chefe, Tim Cook, “é importante que a Apple volte a ser reconhecida como uma marca inovadora e ousada. Por isso, o desafio carrega muita responsabilidade e desafios, uma vez que são tecnologias extremamente refinadas, sofisticadas e que expõem pessoas a perigo, em caso de falhas no funcionamento”.

LEIA MAIS: "Sem as mãos!" Chevrolet divulga carro autônomo que não tem volantes e pedais

Fácil de usar, como os smartphones da Apple

Tudo indica que a Apple vai vender ou adaptar a tecnologia de inteligência artificial em uma série de produtos, inclusive automóveis. Assim como nos equipamentos eletrônicos da marca, seus sistemas autônomos serão amigáveis e fáceis de usar, o que se representará um diferencial importante em relação a outras empresas do ramo tecnológico. Segundo especialistas no ramo da tecnologia, a Apple está aproveitando uma oportunidade de revolucionar a maneira como se usará o carro no futuro, como o Google, que vem trabalhando com o mesmo objetivo.

LEIA MAIS: Confira 5 coisas que carro autônomo fará por você no futuro

Apesar de todo o desenvolvimento da Apple e de outras empresas, sem que haja uma reestruturação na rede por parte dos setores de telefonia - o que inclui a implementação da rede 5G (tecnologia que conta com mais velocidade, resposta e conectividade), essencial para a segurança e a eficiência do funcionamento dos sistemas dos carros autônomos - a funcionalidade da tecnologia será uma mera ilusão. Isso sem falar na manutenção regular das vias e sua adequação para receber os carros que excluem qualquer ação humana ao volante, uma vez que buracos, faixas apagada e semáforos sem tecnologia WiFi, só para citar alguns itens, comprometem a orientação precisa e o julgamento adequado do gerenciamento da inteligência artificial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.