Tamanho do texto

Vendas do modelo da marca japonesa quase dobra em relação ao registrado em janeiro. Toyota Corolla continua líder absoluto no segmento

Honda Civic: sedã chegou a perder uma posição do ranking de vendas com recesso na fábrica e mudança de linha
Renato Maia
Honda Civic: sedã chegou a perder uma posição do ranking de vendas com recesso na fábrica e mudança de linha

Uma disputa acirrada entre os sedãs médios mais vendidos ganha um novo capítulo. O Honda Civic, que havia sido ultrapassado pelo rival Chevrolet Cruze em janeiro, volta a ocupar a segunda colocação no ranking da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos). Os dois sedãs, entretanto, seguem o líder Toyota Corolla à distância.

LEIA MAIS: Toyota Corolla é destaque absoluto em vendas de sedãs médios

O Honda Civic emplacou 1.893 unidades em fevereiro, contra apenas 1.754 do Cruze. Os números foram bem diferentes de janeiro, quando o Chevrolet vendeu 1.561 e o Civic ficou na casa dos 977 emplacamentos. Apesar da vantagem em fevereiro, o Cruze continua na frente do Civic nas vendas acumuladas. Consultada por nossa reportagem, a Honda afirma que o baixo volume nas vendas do Civic em janeiro aconteceu por causa do  recesso na fábrica de Sumaré (SP) no final de 2017, bem como a mudança do ano/modelo. Em fevereiro, a situação foi normalizada.

LEIA MAIS: Veja como se comporta o Volkswagen Virtus 1.0 TSI Comfortline

Na quarta colocação, temos o Volkswagen Jetta. Prestes a mudar, o sedã alemão viu apenas 450 unidades deixarem as concessionárias. Encabeçando essa lista está o Toyota Corolla, o único sedã médio que realmente vende bem no Brasil. Em fevereiro, foram 3.869 unidades vendidas que não chegam a reproduzir o sucesso que o sedã da marca japonesa fez no ano passado, quando comparamos aos rivais. Ao longo de 2017, o Corolla chegou a vender mais que alguns concorrentes no ano todo em apenas um mês. Em 2017, o Corolla  teve 40 mil unidades vendidas a mais que o Honda Civic, segundo sedã médio mais vendido no ano passado.

Novo Jetta e C4 Lounge

Volkswagen Jetta: nova geração deverá chegar ao Brasil no segundo semestre, como visual que lembra muito o Virtus
Divulgação
Volkswagen Jetta: nova geração deverá chegar ao Brasil no segundo semestre, como visual que lembra muito o Virtus

Algumas unidades do Novo Jetta, apresentado durante o Salão de Detroit (EUA), em janeiro, já foram vistas em testes no Brasil. Em sua nova geração, o sedã voltará a ser importado do México. Na comparação com o modelo nacional, o novo tem estilo mais arrojado, com uma pitada de esportividade. Tem entre-eixos maior, o que contribui com o espaço interno. Além disso, o carro ficou mais leve e eficiente, com menor consumo de combustível, de acordo com as primeiras informações da fabricante, que ainda ressalta a dose extra de sofisticação com conta de detalhes como o quadro de instrumentos digital e configurável nas versões mais equipadas.

LEIA MAIS: Kwid retorna aos mais vendidos. Virtus é destaque entre sedãs

Citroën  C4 Lounge : versão renovada já está com a chegada confirmada ao Brasil em abril, vinda da Argentina
Divulgação
Citroën C4 Lounge : versão renovada já está com a chegada confirmada ao Brasil em abril, vinda da Argentina

Na tentativa que fazer frente aos modelos da Toyota, Honda e GM, a Citroën dá início à fabricação do sedã médio C4 Lounge renovado na Argentina. Confirmado para o Brasil em meados de abril, o modelo recebeu um tapa no visual, ficando mais parecido com sua versão chinesa. As novidades ficam por conta dos novos faróis de LED no lugar das lâmpadas convencionais, bem como grade dianteira redesenhada e para-choque com novos detalhes estéticos. Sabemos pouco sobre o interior, mas é certo que o carro trará cluster digital.

Recentemente, a Mitsubishi voltou a fabricar o Lancer em Catalão (GO). A iniciativa pegou todos de surpresa, uma vez que o sedã já estava defasado e era considerado um assunto morto. Ainda dá pra achar algumas unidades do Fluence nas concessionárias da Renault, mas a marca já declarou que o modelo não virá mais para o Brasil. Tempos difíceis para os fãs de sedãs médios.

1 - Toyota Corolla - 3.869 unidades
2 - Honda Civic - 1.893 unidades
3 - Chevrolet Cruze - 1.754 unidades
4 - Volkswagen Jetta - 450 unidades
5 - Ford Focus Fastback - 254 unidades
6 - Nissan Sentra - 241 unidades
7 - Citroën C4 Lounge - 201 unidades
8 - Renault Fluence - 160 unidades
9 - Kia Cerato - 214 unidades
10 - Mitsubishi Lancer - 90 unidades


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.