undefined
Divulgação
Existem maneiras de tornar o custo mensal do seguro mais em conta e economizar algum dinheiro

Pagar um plano de seguro e não usar pode parecer desperdício de dinheiro, ainda mais se você não precisou utilizar nenhum serviço durante o ano. Eu mesmo só precisei da assistência da seguradora quando a bateria do meu carro simplesmente acabou, ao longo de dois anos de assinatura. Mas não é uma boa dar sorte para o azar.

LEIA MAIS: Saiba quanto custa o seguro dos dez carros mais vendidos do Brasil

Seguro é muito caro, especificamente no Brasil. Se o seu carro for equipado com sistema de estabilidade e tração, frenagem automática ou até mesmo sistema anti-capotamento na Europa, as seguradoras poderão reduzir consideravelmente o valor da apólice. Infelizmente, isso não acontece por aqui. Mas existem outras formas de baixar o preço do seguro no Brasil. Para dar uma força, a reportagem do iG Carros lista cinco táticas infalíveis que podem reduzir o valor da apólice do seu veículo na próxima assinatura. 

1 - Garagem fechada

undefined
Divulgação
Parar o carro em garagem fechada é determinante para reduzir consideravelmente o valor da apólice

Chega a ser banal de tão auto-explicativo. Se o carro está parado na rua, ficará exposto a qualquer tipo de ação. Pensa-se primeiro em furtos ou batidas, mas isso também pode envolver enchentes, quedas de árvores e todo tipo de catástrofe natural. Parar o carro em um estacionamento fechado, tanto em casa quanto no trabalho, pode reduzir consideravelmente o valor.

Portanto, se você quer desembolsar menos pelo seguro do seu carro, considere pagar o estacionamento próximo ao escritório. Vale até uma pequena caminhada para estacionar em um local mais em conta. Tenha certeza de que o estabelecimento também terá seguro, para evitar dores de cabeça no futuro. Em 2015, uma enchente atingiu o estacionamento de um shopping em Taubaté e dezenas de veículos foram encobertos pela água, conforme o portal G1. Todos os clientes foram ressarcidos.

2 - Dispositivo anti-furto

undefined
Divulgação
Dificultar a vida do bandido sempre é válido para melhorar as condições do seguro

Um dos episódios mais emblemáticos da série Mr.Bean mostra o personagem abrindo uma série de travas e cadeados de segurança para abrir a porta de seu Mini Cooper. Por aqui, a brincadeira pode ser levada a sério. Se o seu carro tiver alguns segredos para evitar que o ladrão o leve, não pense duas vezes em instalar.

São vários recursos. Alguns carros permitem a instalação de uma trava simples de câmbio. Basta engatar a ré na hora de estacionar e passar a trava por dentro da alavanca. Se o ladrão insistir com muito esforço, conseguirá no máximo engatar a quarta marcha. Em todo caso, ela é insuficiente para levar o veículo. Há o risco do bandido danificar o sistema de transmissão, mas é melhor que isso aconteça, ao invés do furto.

Bloqueadores também fazem parte do módulo anti-assalto. Um dos sistemas mas eficientes causa o corte automático da corrente elétrica do veículo. Dessa forma, se o ladrão não acionar um botão secreto, o carro irá desligar em alguns segundos. Este sistema foi crucial para que meu pai pudesse recuperar seu carro alguns minutos após um furto no ano passado, a menos de 700 metros de onde havia parado. A seguradora fará um levantamento de todos os dispositivos de segurança de seu carro para efetivar o desconto.

3 - Estado do veículo

undefined
Divulgação
Um carro fora de suas condições originais pode acarretar em um valor mais elevado de apólice

Trocou a roda do carro para um aro muito maior ou fez modificações mecânicas? Isso irá impactar diretamente na hora de fazer o preço subir na cotação do seguro. A seguradora entenderá que o carro não foi feito para rodar naquela configuração, e o preço ficará ainda mais salgado.

Uma roda diferente pode implicar em diversos contratempos. Interfere diretamente no consumo e na estabilidade do carro. Portanto, é justificável que carros modificados tenham uma apólice mais elevada que modelos convencionais. Outro fator importante é a condição do motor. Se você gosta de “mexer” (como dizem nas ruas) no conjunto mecânico do seu carro para extrair mais potência, a seguradora entenderá que você é uma pessoa que se coloca em situações de risco. Preservar a originalidade do carro é fundamental para manter o valor do seguro.

4 - Estatísticas de roubo e furto

undefined
Divulgação
Levantamento indica que o Volkswagen Fox foi o carro mais roubado em São Paulo, durante o ano passado

A maior parte dos roubos e furtos acontecem para abastecer o mercado ilegal de autopeças. Tivemos até a chamada "Máfia dos Desmanches", que operou na capital paulista entre 2008 e 2013, fazendo o índice de roubo de carros disparar no município. Mas o que faz o carro ser um entre os modelos mais roubados?

A resposta é: volume de vendas. Quanto mais popular, maior é a demanda por peças. O levantamento publicado pela empresa de seguros Smartia revelou que os cinco carros mais roubados de São Paulo são Fox, HB20, Onix, Uno e Gol. Modelos que sempre aparecem entre os carros mais vendidos.

Ainda falando sobre o mercado ilegal de autopeças, a mecânica compartilhada pode ser um empecilho. Vamos tomar como exemplo a linha da Volkswagen. Gol, Fox, Saveiro e até o antigo Polo compartilham a mesma família de motores. Portanto, todos acabam entrando para a zona de risco de roubo, por utilizarem os mesmos motores. A demanda por peças faz com que modelos de volume estejam sempre na mira dos criminosos. Portanto, se o objetivo é reduzir o preço do seguro, vale dar uma olhada na lista dos carros mais roubados. Confira a matéria no link abaixo.

LEIA MAIS: Saiba quais foram os carros mais roubados em São Paulo durante 2017

5 - Rastreadores

undefined
Divulgação
O rastreador aumenta as chances de recuperação do veículo furtado

Rastreador é um equipamento de geolocalização que, quando devidamente instalado no seu carro, indicará onde ele está estacionado ou circulando. Trata-se de um aparelho pequeno, muitas vezes com o sinal de antena amplificado. São vários os tipos disponíveis no mercado.

LEIA MAIS: Gasolina cara? Veja 5 motivos para trocar o Corolla pelo Prius híbrido

Nesse caso, o que garante a redução no valor do seguro é a garantia maior de que o carro será recuperado em caso de roubo ou furto. Algumas seguradoras chegam até a obrigar a instalação de um rastreador para efetivar a contratação da apólice. Assinaturas de serviços concierge, como o OnStar da Chevrolet, podem vir com rastreadores integrados. Além disso, a facilidade de contato em caso de acidente é maior, também implicando em uma possível redução do valor do seguro .

    Veja Também

      Mostrar mais