Tamanho do texto

O VW Fusca foi o carro mais vendido na história automotiva, com 21,5 milhões de unidades entre 1938 e 2003, e contou com muitas variantes

Volkswagen Fusca: o carro que acelerava o país e desbrava as estradas difíceis no período militar, e depois dele
Divulgação
Volkswagen Fusca: o carro que acelerava o país e desbrava as estradas difíceis no período militar, e depois dele

Hoje, dia 22 de junho, o mundo celebra o dia internacional do Volkswagen Fusca, “o carro do povo”, desenhado por Hitler e projetado por Ferdinand Porsche. O modelo foi mais vendido em toda a história automotiva (21.529.464 unidades, entre 1938 e 2003) e, para muitos, é um carro que ninguém pode deixar de dirigir pelo menos uma vez na vida. Em pouco tempo depois do lançamento, seu nome ganhou inúmeras variantes, como Beetle, Bug, Käfer, Type 1, Carocha, Coccinelle, Escarabajo, Maggiolino e outros.

LEIA MAIS: Volkswagen e equipe de corrida preparam o Fusca para prova off-road extrema

Encontros do
Divulgação
Encontros do "besouro" são populares no mundo todo, uma vez que conta com uma legião de fãs incondicionais

A genialidade da mecânica do Volkswagen Fusca e seu apelo histórico se dão pelo seu desenvolvimento, durante a Segunda Guerra Mundial. O sistema de arrefecimento dos veículos militares alemães era a ar, para que quando o exército estivesse em campanha em desertos e outros lugares com pouca água, não tivessem o problema de superaquecimento por falta dela. Tendo se mostrado bastante eficiente e barato em situações extremas, o trem de força foi muito bem recebido, inclusive para corridas no mundo todo.

LEIA MAIS: Folga na caixa de direção do VW Fusca é ou não é normal? Assista ao vídeo

O Fusca e o Brasil

Foi o Fusca (chamado de Volkswagen Sedan) que, em 1953, deu início à história da Volkswagen no Brasil. Naquele ano começou a montagem, na capital paulista, de modelos com peças importadas da Alemanha. A fabricação nacional começou em 1959 e foi até 1986. Tamanho foi o seu sucesso por aqui que, dele, surgiram ainda outros projetos entre esses anos, como a Brasília, Variant, TL,  Kombi, SP2, Karmann Ghia e outros.

LEIA MAIS: Fusca com motor de Subaru, de 146 cv, é diversão mais do que garantida

Em 1993, o Fusca voltou à linha de produção, a pedido do então presidente Itamar Franco. A nova fase durou até 1996. Houve até uma última versão, a Série Ouro, que teve apenas 1.500 unidades. Ao final, só no Brasil foram fabricados 3,3 milhões de Fuscas, uma marca que coloca o nosso País como um dos que mais produziu o "besouro", com motor boxer a ar.

LEIA MAIS: VW Fusca:  o clássico 1970 frente a frente com o moderno TSI. Assista ao vídeo

Para se ter uma ideia do legado deixado pelo “carro do povo”, no sistema do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), constam 827.234 unidades do Volkswagen Fusca registrados no Estado. Destes, 6.430 têm a cobiçada placa preta, para colecionadores que ainda mantêm boa parte das características originais. Assim, é o modelo mais colecionado no Estado, com exemplares que chegam a ser vendidos por mais de R$ 50.000.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.