Tamanho do texto

Sedã chega à linha 2019 com novo sistema, que vem com uma série de recursos. Mas, além disso, modelo continua sem mudanças

Nissan Sentra recebeu retoques no desenho há dois anos, entre outras novidades, como mais equipamentos
Divulgação
Nissan Sentra recebeu retoques no desenho há dois anos, entre outras novidades, como mais equipamentos

Começa a ser vendido o sedã Nissan Sentra 2019 com nova central multimídia, que reúne recursos nas versões intermediária (SV) e topo de linha (SL). O carro parte de R$ 82.900 na versão S, com câmbio automático CVT. O novo equipamento vem com itens como tela sensível ao toque, de 6,2 polegadas e permite visualizacão de fotos e video.

LEIA MAIS: Nissan Sentra SL 2017:  mesma alma, apesar do olhar mais agressivo

A lista de recursos do Nissan Sentra 2019 continua com a possibilidade de baixar aplicativos como Waze, Spotify, Skype, entre outros. Além disso, pode-se ouvir músicas via streaming e reproduzir DVD, bem como transferir arquivos digitais para o disco rígido do aparelho, que tem 2,2 Gb de capacidade de armazenamento. Há também GPS embutido, que pode ser atualizado via internet. E tudo pode ser controlado pela tela sensível ao toque.

Nissan Sentra 2019 passa a ter nova central multimídia, que oferece mais recursos aos ocupantes
Divulgação
Nissan Sentra 2019 passa a ter nova central multimídia, que oferece mais recursos aos ocupantes

Mas a nova central multimídia é a única novidade do sedã da marca japonesa da linha 2019. De resto, o carro continua com os mesmos equipamentos e o visual que foi atualizado há dois anos. Vindo do México, o carro se mantém com motor 2.0 flex, de 140 cv e 20 kgfm de torque que funciona com câmbio automático CVT.

Segmento em baixa

Volkswagen Jetta: nova geração está a caminho do Brasil, mas será uma das poucas novidades do segmento até 2020
Divulgação
Volkswagen Jetta: nova geração está a caminho do Brasil, mas será uma das poucas novidades do segmento até 2020

 A invasão dos SUVs é tão séria que tem afetado até uma parte do mercado que já foi sonho de consumo do braslleiro há pouco tempo: a dos sedãs médios.Modelos como Chevrolet Vectra, VW Santana e Ford Focus Sedan eram símbolos de status e representavam mais de 15% das vendas.

LEIA MAIS: Nova geração do Nissan Sentra será apresentada em 2019. Saiba detalhes

 Mas, hoje em dia, de acordo com o balanço da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), a participação vem caindo. De 8,4% no ano passado para 7,4% no acumulado dos cinco primeiros meses de 2018.

O reflexo disso são as poucas novidades no segmento. Uma das únicas que vão aparecer será a nova geração do Jetta, que está prevista para chegar no início do segundo semestre. Feito sobre a plataforma MQB, ficará mais leve e eficiente, além de ganhar um visual que se aproxima bastante do Virtus. O maior espaço interno e o índice de sofisticação extra também vão estar entre as principais novidades do próximo Jetta. 

LEIA MAIS: Toyota mostra novo Corolla híbrido plug-in no Salão de Pequim

Bem na frente no Nissan Sentra 2019 , o líder do segmento, o Toyota Corolla, deverá aparecer no Brasil apenas em 2020. Até lá, vamos ter que nos acostumar com poucas novidades também em outros dois modelos que figuram nas primeiras posições no ranking de vendas de sedãs médios, como o Honda Civic e o Chevrolet Cruze. Entre as marcas francesas, a Renault já não vende mais o Fluence, a Peugeot está prestes a tirar o 408 de linha e a Citroën adotou apenas uma renovação. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.