Tamanho do texto

Com design de cupê, marca confirma a chegada da nova geração do sedã no ano que vem. Veja o que já sabemos

Nissan Sentra: atual geração vendida no Brasil é produzida no México, de onde também segue para os EUA
Divulgação
Nissan Sentra: atual geração vendida no Brasil é produzida no México, de onde também segue para os EUA

A nova geração do Nissan Sentra já está sendo desenvolvida pela marca japonesa, conforme o pronunciamento feito durante o Salão de Nova York (Estados Unidos). Em entrevista para o site Roadshow, o vice-presidente de planejamento de produto, Michael Bunce, disse que a marca continua tendo muita confiança no segmento de sedãs, mesmo com a ascensão recente dos SUVs.

LEIA MAIS: Volkswagen confirma que terá versões automáticas de Gol e Voyage

“Crossovers são o foco de qualquer montadora nos dias de hoje, mas nós continuamos vendo boas oportunidades no segmento de sedãs médios e grandes. Especialmente Sentra e Maxima”, disse o executivo da Nissan . “Já estamos trabalhando na nova geração do Sentra. Ele é o nosso produto mais competitivo entre os sedãs de qualquer categoria, e será mostrado em algum momento do ano que vem”.

Nissan Altima: nova geração antecipa o que podemos esperar de Sentra e Maxima para o ano que vem
Divulgação
Nissan Altima: nova geração antecipa o que podemos esperar de Sentra e Maxima para o ano que vem

Mesmo que não tenham revelado nenhum detalhe específico sobre o Sentra, Bunce deu algumas dicas sobre o que podemos esperar. “Quem compra sedãs médios tem comportamento diferente dos clientes de SUVs”, analisa ele. “É o tipo de pessoa que olha para a silhueta e já define que aquele é o carro ideal. Nós sabemos exatamente o que esse público quer hoje em dia: uma queda de traseira menos acentuada e mais fluida, como um cupê”.

Faz sentido, uma vez que o Novo Jetta, Civic e até o Altima já apresentam a mesma linguagem. Muito do design do novo Altima, que é atração no Salão de Nova York, poderá reverberar no novo Sentra em 2019. Vale lembrar que o modelo é atualmente produzido no México, de onde é importado para o Brasil. Da unidade de produção mexicana, o carro também vai para os Estados Unidos. 

LEIA MAIS: Audi Q3 1.4 TFSI chega em versão especial Black Edition por R$ 184.990

Um segmento dominado pelo Corolla

Toyota Corolla: imbatível no Brasil e no resto do mundo
Divulgação
Toyota Corolla: imbatível no Brasil e no resto do mundo

Apesar das investidas de Honda Civic, Nissan Sentra, Volkswagen Jetta e Peugeot 408, quem manda na categoria dos sedãs médios no Brasil e no mundo todo é o Toyota Corolla. O que comprova a afirmação é a larga vantagem do modelo ante os rivais nas vendas do último ano. Foram 66.188 unidades vendidas, contra apenas 25.871 do segundo colocado, o Honda Civic. São mais de 40 mil carros de diferença.

LEIA MAIS: Hyundai Tucson renovado é mostrado pela primeira vez. Confira as novidades

Os bons números fazem com que o Corolla ostente a respeitável marca de 43% de participação de mercado. Por mês, o modelo da Toyota chegou a vender mais que alguns rivais no ano todo. Em 2017, o Nissan Sentra foi apenas o sexto sedã mais vendido, atrás também de Volkswagen Jetta, Chevrolet Cruze e Ford Focus Fastback. O desempenho foi suficiente para ficar à frente de Kia Cerato, Citroën C4 Lounge e Peugeot 408, sendo que este último ainda é trazido da Argentina a conta gotas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.