Tamanho do texto

Superesportivo é capaz de ir de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos e atingir os 340 km/h

 Aston Martin DBS Superleggera: o esportivo britânico revive o espírito do carro de James Bond, dos anos 60
Divulgação
Aston Martin DBS Superleggera: o esportivo britânico revive o espírito do carro de James Bond, dos anos 60

Para quem curte carros esportivos, a receita de tração traseira e motor dianteiro é a melhor pedida. Assim, mais um Grand Tourer chega para dividir atenções com a Ferrari 812 Superfast, o Bentley Continental GT entre outros: o Aston Martin DBS Superleggera. O britânico se define como uma concepção ainda mais leve do modelo icônico que surgiu nos anos 60, em prol de ainda mais desempenho. De acordo com números do fabricante, o novo cupê acelera de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos e atinge 340 km/h. 

LEIA MAIS: Ferrari mostra novo cupê com motor dianteiro mais potente da história da marca

O novo Aston Martin DBS Superleggera chega para substituir o modelo de topo Vanquish S e segue a filosofia do DB11, o projeto mais recente da marca inglesa. Uma das evidências disso é o motor, o mesmo V12 biturbo de 5.2 litros, mas recalibrado e aliado a um novo sistema de admissão e escape.

LEIA MAIS: Aston Martin revela o Valkyrie Pro, carro de corrida híbrido com 1.130 cv

Assim, produz “módicos” 725 cv e 91,8 kgfm de toque, entre 1.800 e 5.000 rpm. Além disso, trabalha com um câmbio automático ZF de oito marchas retrabalhado para lidar com o torque extra, despejado às rodas traseiras. Desse modo, destacam-se os seus diferentes modos de condução, pensados para adequar o Aston à vontade do condutor, que pode querer ser "apunhalado" nas costas e domar toda a brutalidade, ou desfrutar de mais suavidade.

LEIA MAIS: Se chaves de carros também são status, veja quais são as 10 mais diferentes já feitas

Orgulho para a Sua Majestade Britânica

Em sua estética, o novo Aston Martin DBS Superleggera é marcado pela maior e mais marcante grade frontal, com novo conjunto de faróis e lanternas com recorte diferenciado, além do capô com formato mais agressivo e robusto.

LEIA MAIS: Este Aston Martin DBS foi encontrado após 30 anos de abandono

Além disso, suas laterais contam com novos vincos e, como uma novidade, o logotipo da Aston Martin na tampa traseira foi removido. Em seu lugar, o nome da marca por extenso, algo exclusivo entre os modelos da marca.

LEIA MAIS: 10 Super Carros da Polícia: Nem pense em fugir, são 6.233 cavalos atrás de você!

O sistema de escapamento tem quatro vias, o que emite um ruído ainda mais intenso, que supera o do DB11 em 10 decibéis. Além disso, vem com um novos difusores dianteiro e traseiro, aerofólio Aeroblade 2, rodas de 21 polegadas com pneus Pirelli P Zero, freios de carbono-cerâmica de 410 mm de diâmetro na frente e 360 mm atrás, suspensão adaptativa mais baixa em 5 mm, sistema de vetorização de torque, diferencial mecânico, entre outros.

LEIA MAIS: Saiba como jogar US$ 34,9 milhões no lixo. Com muito estilo

A marca inglesa afirma que o Aston Martin DBS Superleggera gera 60 kg de pressão aerodinâmica na frente e 120 kg atrás. O peso seco do superesportivo é de 1.693 kg. No Reino Unido, o novo superesportivo sai por 225 mil libras, o que equivale a cerca de R$ 1,15 milhão, numa conversão simples, sem a inclusão de impostos e taxas. Vale lambrar também que a Aston Martin deixou de vender carros oficialmente no Brasil. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.