Tamanho do texto

Modelo poderá ser nacionalizado, dependendo da demanda de mercado. Saiba mais detalhes da novidade que conviverá com o sedã CLA

Mercedes Classe A Sedan será o modelo mais em conta da marca no segmento de três volumes disponível no Brasil
Divulgação
Mercedes Classe A Sedan será o modelo mais em conta da marca no segmento de três volumes disponível no Brasil

O segmento de sedãs médios de luxo não é dos mais competitivos e quentes do mercado brasileiro, mas algumas frabricantes continuam insistindo em novos lançamentos na categoria. É o caso do Mercedes Classe A Sedan, que foi atração do Salão de Pequim (China) em abril, e está confirmado para a gama da marca no Brasil, de acordo com o site Automotive Business.

LEIA MAIS: Hyundai Elantra 2019 volta a aparecer antes da estreia mundial

No princípio, o Mercedes Classe A Sedan será importado do México, mas a marca não descarta a possibilidade de uma nacionalização. Tudo dependerá da demanda. Apenas Classe C e GLA são fabricados no Brasil, correspondendo a apenas 35% do aproveitamento da estrutura da fábrica de Iracemápolis (SP).

O Classe A Sedan traz diferenças pontuais em relação ao CLA. A capota menos inclinada deverá favorecer o espaço para quem for sentado no banco traseiro, diferentemente do CLA, que tem visual mais puxado para um “cupê esportivo”. Além disso, a frente mais arrojada lembra a do novo sedã CLS e confere um ar mais agressivo e requintado ao carro.

LEIA MAIS: Toyota Corolla receberá nova central multimídia em breve

No caso da versão alongada do Classe A Sedan, a distância entre-eixos é de 2,73 metros, o comprimento é de 4,61 m, bem como 1,80 m de largura e 1,46 m de altura. O porta-malas tem 450 litros de capacidade. Um tamanho modesto, considerando que até sedãs compactos passam dos 500 litros com facilidade.

Na China, está confirmado o motor 1.3, turbo, de quatro cilindros, feito de alumínio, disponível com 136 cv ou 163 cv. Quem desejar mais potência poderá também optar pelo 2.0, de 190 cv. As duas versões podem ser acopladas ao câmbio automatizado, de dupla embreagem, de 7 marchas.

As novas vítimas dos SUVs

Audi A3 Sedan: feito no Brasil em baixo volume, vai passar a ter o novo Classe A Sedan como forte concorrente
Divulgação
Audi A3 Sedan: feito no Brasil em baixo volume, vai passar a ter o novo Classe A Sedan como forte concorrente

Como mencionamos, o segmento de sedãs médios de luxo perdeu muita força com a chegada dos SUVs. Tanto é que a BMW já declarou que não trará o Série 1 Sedan, também vendido na China, para o mercado brasileiro. Ao invés dele, uma enxurrada de utilitários de todos os tamanhos. Só no primeiro semestre de 2018, foram dois lançamentos (X2 e X3), também aguardando a chegada do gigantesco X7 nos próximos anos.

LEIA MAIS: Veja os 5 hatches mais velozes a venda no Brasil, excluindo esportivos

O único concorrente direto do Mercedes Classe A Sedan feito no Brasil é o Audi A3, produzido em São José dos Pinhais (PR). O modelo, entretanto, está na linha da degola na fábrica da Audi por conta do baixo volume. Em junho, foram apenas 318 unidades vendidas. Nos meses anteriores a situação estava ainda pior, com 123 emplacamentos em maio. Se continuar nesse ritmo, a produção do A3 Sedan no Paraná passa a ficar ameaçada, ainda mais com a chegada do novo rival da Mercedes ao Brasil.  

Fonte: Automotive Business

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.