Tamanho do texto

A Cia 66 Hamburgueria criou combos que levam nomes de veículos emblemáticos como Kombi, Landau e Lambretta; relembre os modelos

Cada pessoa tem uma explicação para sua paixão por carros: a adrenalina de dirigir, o ronco do motor, a história que um modelo carrega. Não importa o motivo, os veículos que marcaram época têm sempre um espaço especial na memória e no coração de um amante do automobilismo. Sabendo disso, uma hamburgueria em Moema decidiu homenagear alguns clássicos.

Leia também: Para os amantes de carros! Hamburgueria temática é inspirada na cultura hot rod

A CIA 66 criou combos que levam o nome de veículos emblemáticos. Kombi, Landau e Lambretta são os homenageados da vez. A cultura de Carretera das cidades gaúchas também está inclusa. A novidade se junta ao espaço temático inspirado na cultura hot rod que é oferecido pela hamburgueria em Moema , bairro de São Paulo, SP.

Os combos são compostos pelo hambúrguer, batata, bebida, podendo ter até sobremesa. Haverá descontos especiais no lançamento. Confira as opções:

- Kombi: Hambúrguer de calabresa com queijo, cebola e molho vinagrete. Acompanha fritas e uma cerveja Paulistânia 600ml.

Kombi é o combo da CIA 66, hamburgueria em Moema, que homenageia o clássico da wolksvagem
Divulgação
Kombi é o combo da CIA 66, hamburgueria em Moema, que homenageia o clássico da wolksvagem

- Landau: Hambúrguer de cordeiro com queijo Brie e champignon. Acompanha fritas e 1/2 garrafa de vinho Miolo Seleção.

Landau é o combo da CIA 66, hamburgueria em Moema, que homenageia o carro da Ford
Divulgação
Landau é o combo da CIA 66, hamburgueria em Moema, que homenageia o carro da Ford


- Lambretta: Hambúrguer de carne ou frango com mussarela, alface e tomate. Acompanha fritas e um refrigerante em lata.

Lambretta é o combo da hamburgueria em Moema que homenageia o histórico veículo italiano
Divulgação
Lambretta é o combo da hamburgueria em Moema que homenageia o histórico veículo italiano

- Carretera: Hambúrguer de picanha com molho chimichurri. Acompanha fritas com alho e salsa, uma jarra de Sangria pequena e três churros.

Carretera é o combo da hamburgueria em Moema que homenageia as corridas de rua antigas
Divulgação
Carretera é o combo da hamburgueria em Moema que homenageia as corridas de rua antigas



Relembre estes ícones do automobilismo que dão nome aos combos oferecidos pela CIA 66 e confira um pouco da história deles.

Kombi

A Kombi é o carro que fez sucesso pelas suas multifunções
Divulgação
A Kombi é o carro que fez sucesso pelas suas multifunções

Produzida de 1950 a 2013, é sem dúvidas, o veículo com mais histórias. Além das paralelas, contadas por donos de Kombi, há também a que conta como ela nasceu e evoluiu no decorrer do tempo.

O conceito da Kombi surgiu do modelo do Fusca, mas com multifunções. O nome “Kombi”, em alemão Kombinationsfahrzeug, quer dizer “veículo combinado” ou “veículo multiuso”. O Holandês Ben Pon foi o criador dos primeiros protótipos.

No Brasil, o veículo começou a ser montado em 1953. Em 1957, no dia 2 de setembro, a Kombi se tornou o primeiro carro da Volkswagen fabricado no país. O veículo foi produzido normalmente, recebendo melhorias nas novas versões até 2013 (último ano de produção em todo o mundo).

Leia também: Hamburgueria pet friendly tem opções de porções, cerveja e vinho para animais

Landau

O Ford Landau fez muito sucesso na sua época
Renato Bellote/iG
O Ford Landau fez muito sucesso na sua época

Quando se fala em carro antigo grande, se pensa no Ford Landau. Essa é a realidade principalmente para quem está na faixa dos 40 anos. O carro marcou época e chamou atenção pelo tamanho, era maior que o Corcel e o Opala, que já eram considerados enormes na época. Até hoje ocupa a posição de maior carro de passeio já fabricado no Brasil.

Mas não era só o tamanho que impressionava, o luxo fazia olhos brilharem. O modelo surgiu para combater o Dodge Dart, que superava o Galaxie, carro mais requintado da Ford no momento. Foi lançado em 1971 oferecendo capota de vinil por fora e veludo por dentro, revestimento dos bancos em couro, luzes de leitura nos bancos traseiros e câmbio hidramático.

O luxo faz parte até do nome, Landau era um tipo de carruagem utilizada por reis e rainhas que tinha como característica dois bancos frente a frente. O carro trazia algumas referências à carruagem, como as calotas raiadas.

Lambretta

A Lambretta, de origem italiana, foi o primeiro veículo  a ser produzido em série no Brasil
Reprodução
A Lambretta, de origem italiana, foi o primeiro veículo a ser produzido em série no Brasil

O ano era o de 1946, em plena Segunda Guerra Mundial. Foram nessas condições que essa motoneta começou a ser fabricada. Ela nasceu de uma catástrofe e se transformou em um dos veículos mais populares na Itália.

Em meio às destruições causadas pela guerra, uma fábrica de tubos de aço foi o alvo. O dono dessa fábrica, Ferdinando Innocenti, precisava recomeçar e se deu conta da necessidade dos italianos da época de um meio de transporte barato e seguro. O veículo não poderia consumir muita gasolina, algo que estava escasso. Assim, em parceria com o engenheiro Pierlugi Torre o projeto da Lambreta começou a ser idealizado.

Em 1947 a Lambretta começou a ser produzida. Sua primeira versão foi chamada de Modelo Um, possuía 123 cilindradas e conseguia andar por 33 quilômetros com apenas um litro de gasolina, essa economia era o seu ponto forte.

No Brasil, a Lambretta foi o primeiro veículo nacional a ser produzido em série. A fábrica responsável era a Lambretta do Brasil S.A - Indústrias Mecânicas, também foi a primeira do país. A produção aconteceu de 1955 até 1960, e em seu auge chegou a atingir a fabricação de 50.000 modelos por ano. Foram lançados vários modelos, o último foi o LI que tinha o câmbio de quatro marchas e foi o mais produzido no país.

Carretera

A Carretera era um carro de produção normal, de linha, adaptado para circuitos de terra que já chamou a atenção de muitos amantes do automobilismo. Eram organizados eventos que reuniam corredores e seus veículos da época preparados para correr, capazes de chegar até 200 km/h. Eles aconteciam em diferentes cidades gaúchas e as transformavam em verdadeiros autódromos.

O povo ia para as ruas torcer para o piloto que representava sua cidade. Centenas de quilômetros eram percorridos nas estradas. As características mais marcantes dos carros eram a carroceria fechada e a marca do motor ser a mesma do chassi, uma obrigatoriedade da competição.

As corridas populares entre 1940 e 1960 eram apaixonantes, mas perigosas. Devido a mortes de pilotos e torcedores que acompanhavam a disputa, a modalidade foi proibida.

A CIA 66, hamburgueria em Moema

Com espaço temático inspirado na cultura hot rod, presença de carros clássicos na decoração, loja de suvenires relacionados ao automobilismo e renovação constante no cardápio, a CIA 66 é uma hamburgueria em Moema , São Paulo, SP. O local chama atenção dos amantes de carros e rock, shows ao vivo acontecem com regularidade. É um ótimo programa para toda a família, inclusive para o animal de estimação, já que é pet friendly.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.