Lembra quando a Subaru decidiu lançar o WRX STi com transmissão CVT? Foi motivo de fúria entre todos os fãs, que sempre enalteceram a tocada esportiva do lendário sedã japonês. Pois bem, este é apenas um entre os vários deslizes quase todas as fabricantes comentem uma vez na vida. A reportagem do iG Carros elege cinco versões ruins de modelos que na verdade são muito bons. Acompanhe a lista!

LEIA MAIS: Comparamos o custo de se manter carros no Brasil, Estados Unidos e Argentina

1 - VW Polo 1.0 TSI Beats - R$ 83.900

O VW Polo Beats tem suas qualidades,  mas, apesar do sistema de som ter melhorado, não vale os R$ 2.360 que custa
Divulgação
O VW Polo Beats tem suas qualidades, mas, apesar do sistema de som ter melhorado, não vale os R$ 2.360 que custa

Nós curtimos quase todas as versões do Polo , mas não vemos muito propósito na compra do modelo Beats. Na prática, a versão traz o sistema de som desenvolvido pela companhia de fones de ouvido e equipamentos de áudio de propriedade da Apple por mais R$ 2.360, na versão Highline. Mas ainda não achamos que isso justifique sua aquisição.

Ao contrário do som do Polo convencional - que precisa de melhorias - a versão Beats tem qualidade mediana com 4 alto falantes, 2 tweeters, amplificador e subwoofer com ajustes especiais. O áudio ainda reverbera nos plásticos do painel, mas o grave ao menos acrescenta mais vigor às músicas. De qualquer forma, ainda recomendamos a compra do modelo Highline convencional de R$ 81.620, com o mesmo motor 1.0 turbinado de 128 cv e 20 kgfm de torque.

2 - Jeep Renegade 1.8 AT - entre R$ 85.990 e R$ 105.990

As versões automáticas do Jeep Renegade com motor 1.8 realmente não são tão boas
Divulgação
As versões automáticas do Jeep Renegade com motor 1.8 realmente não são tão boas

Outro modelo que sofre do estigma do câmbio automático é o Jeep Renegade, em qualquer uma das versões equipadas com motor 1.8, que podem ir de R$ 85 mil (Sport) até R$ 105 mil (Limited).

Além do motor 1.8 e.torQ ser um dos mais antigos do mercado, seus 139 cv entregues aos 5.750 rpm e 19,2 kgfm a 3.750 rpm se mostram insuficientes para puxar o SUV de 1.448 kg. Aliado ao câmbio automático de seis velocidades, o Renegade fica manco em baixas rotações, indo de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos. Se você estiver com pouco dinheiro, sugerimos a versão básica com câmbio manual. A partir do ano que vem, o SUV pode vir a receber novos motores Firefly turbinados que serão feitos em Betim (MG). 

3 - Ford Ka 1.0 Freestyle - R$ 56.690

Ford Ka Freestyle 1.0 é um aventureiro para todos os orçamentos. Mas será que faz sentido na sua garagem?
Divulgação
Ford Ka Freestyle 1.0 é um aventureiro para todos os orçamentos. Mas será que faz sentido na sua garagem?

O Ka é um subcompacto muito versátil e inteligente, e ganhou ainda mais importância na enxugada linha da Ford em 2019. Recentemente, a marca reagiu à iniciativa da Fiat de lançar uma versão aventureira do Argo com motor 1.3. Logo, o Ford Ka 1.5 Freestyle equipado com transmissão automática ganhou um irmão mais em conta, com propulsão 1.0 de 85 cv e câmbio manual.

Você viu?

LEIA MAIS: Veja 5 carrões de youtubers brasileiros

O “aventureiro mil”, por outro lado, acaba perdendo o propósito por conta dos R$ 56.690 que a Ford pede por ele. Por este valor, você poderia levar versões automáticas de Toyota Etios (R$ 53.810), VW Gol (R$ 54.840) e GM Onix (R$ 55.290). Além disso, também recomendamos o Ford Ka 1.5 SE, que custa R$ 57.890 e tem bons 136 cv de potência.

4 - Honda Civic 2.0 EX CVT - R$ 103.400

O Honda Civic tem um dos melhores câmbios manuais na versão 2.0. Os modelos CVT, por outro lado, deixam a desejar
Divulgação
O Honda Civic tem um dos melhores câmbios manuais na versão 2.0. Os modelos CVT, por outro lado, deixam a desejar

O câmbio manual do Civic é uma delícia. Seus engates são curtos e a trambulação é macia, perfeito para quem realmente gosta de estar no comando do veículo. A sensação é exatamente oposta ao da transmissão do tipo continuamente variável das versões EX e EXL.

Se você, assim como nós, também curte a tocada de um câmbio manual de seis marchas, recomendamos a compra do Civic Sport. Dessa forma, é possível extrair o melhor do propulsor 2.0 de 155 cv de potência e 19,5 kgfm de torque. E ainda dá para economizar uma grana, já que a versão custa R$ 92.300.

5 - Fiat Argo 1.8 HGT AT - R$ 69.990

O Fiat Argo HGT 1.8 é um esportivo automático que resgata a sigla do Brava nos anos 90
Divulgação
O Fiat Argo HGT 1.8 é um esportivo automático que resgata a sigla do Brava nos anos 90

A Fiat resgatou a sigla HGT, utilizada nos modelos esportivos de meados dos anos 90. Isso não foi suficiente para transformar o Argo em um devorador de asfalto legítimo, já que a marca italiana optou pelo câmbio automático de seis marchas.

LEIA MAIS: Os 5 carros com IPVAs mais caros do Brasil

O motor 1.8 de 139 cv de potência e 19,3 kgfm de torque é o mesmo do Jeep Renegade entre as versões ruins . Com a caixa automática, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos. Se você procura um esportivo legítimo, recomendamos o Renault Sandero R.S de R$ 62 mil, com motor 2.0 de 150 cv.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários