Tamanho do texto

Hatch compacto já somou cerca de 4 milhões de unidades produzidas na fábrica de Betim (MG). Primeira geração marcou época no País

Motor Show

Fiat Uno arrow-options
Divulgação
Fiat Uno marcou época com detalhes como limpador único e cinzeiro deslizante no painel, entre outros itens


A Fiat comemorou neste mês de agosto os 35 anos do lançamento do Uno no mercado brasileiro. Inspirado no carro lançado em 1983 na Itália, o Uno brasileiro se diferenciava por usar uma plataforma distinta (a mesma do antecessor 147) e serviu de base para uma família que incluiu a picape e furgão Fiorino, o sedã Premio e a perua Elba.

LEIA MAIS: Fiat Uno 1.6 R: Swap de motor para 1.9 leva o hatch aos 137 cv

Em 1990, a Fiat lançou o Uno Mille , o primeiro carro popular 1.0 do Brasil, que trazia uma versão de 994 cm² do motor Fiasa 1.050 cm², capaz de desenvolver 48,5 cv. Outra versão icônica foi o esportivo Uno Turbo, o primeiro turbinado de fábrica do mercado brasileiro e que era equipado com um motor 1.4 turbo capaz de levar o hatch a 195 km/h. O Fiat Uno original permaneceu em produção até 2013, quando se despediu com a série especial Grazie Mille.

LEIA MAIS:  Fiat Uno personalizado, com mecânica de moto esportiva. Veja vídeo

Mas três anos antes da Fiat havia lançado a segunda geração do Uno, que era montada sobre uma nova plataforma, derivada da usada no Palio. Desde então, o modelo já somou cerca de 4 milhões de unidades produzidas na fábrica de Betim (MG). Ainda produzido apenas no Brasil, o  Fiat Uno é exportado atualmente para Argentina, México, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Chile, Uruguai, Bolívia e Peru.

Fiat Mille arrow-options
Divulgação
Fiat Mille deixou de ser fabricado no Brasil em 2014 depois de 30 anos de sucesso de vendas no País