Tamanho do texto

Supercarro traz V12 do Aventador e motor elétrico, somando 819 cv, potência para ir de 0 até 100 km/h em 2,5 segundos e atingir 350 km/h

Lamborghini arrow-options
Divulgação
Lamborghini Sián: Supercarro terá apenas 63 unidades produzidas é um dos mais velozes da marca

A Lamborghini acaba de lançar o Sián, o seu primeiro híbrido. E não é só isso. A novidade é o supercarro mais potente já criado pela marca, com 819 cv. O nome foi criado a partir de um dialeto bolonhês que significa "relâmpago", alusão à primeira eletrificação da marca. Quem quiser um, deverá desembolsar, lá fora, um total de US$ 3,6 milhões (algo em torno de R$ 15 milhões numa conversão cimples), além de ser rápido o suficiente para fechar negócio com uma das únicas 63 unidades produzidas.

LEIA MAIS: Avaliação: Ferrari 488 Pista é um esportivo impecável

O motor a combustão será o mesmo do Lamborghini Aventador , um 6.5 V12 aspirado capaz de gerar 785 cv a 8.500 rpm. Entretanto, para dar uma força a mais, o motor elétrico gera mais 34 cv adicionais. Juntos, ultrapassam a potência da versão de topo SVJ, de 770 cv. A combinação dos dois motores leva o Sián até 100 km/h em 2,8 segundos. A velocidade máxima é a mesma do irmão Lamborghini Aventador SVJ e encosta nos 350 km/h, mas em uma retomada de 70 km/h até 120 km/h, é 1,2 segundo mais rápido.

LEIA MAIS: Bugatti Chiron alcança 490 km/h e bate recorde; confira o vídeo

Mais tecnologia e equipamentos

Lamborghini arrow-options
Divulgação
Novidade é um dos modelos com mais vincos na carroceria, para enaltecer a agressividade

Enquanto isso, o sistema de frenagem regenerativa permite carregar a bateria em movimento. A energia armazenada gera potência para aceleração, até atingir os 130 km/h, quando o motor eletrônico se desconecta. Como se não bastasse, o design futurista atende às necessidades aerodinâmicas do supercarro, mas sem perder o caráter mais agressivo — com os faróis em formato de Y à coluna A rebaixada e dividida.

LEIA MAIS: Carro mais caro de todos os tempos não vale o que custa

Chamado de “Periscópio” pela marca, o teto forma uma coluna que se estende até a tampa do motor e contribui para e eficiência aerodinâmica. Já a traseira, conta com seis lanternas de LED que seguem os formatos hexagonais característicos da Lamborghini . A inscrição 63 vai de acordo com o número de unidades fabricadas. Mais notícias do supercarro virão do Salão de Frankfurt (Alemanha), entre 12 e 22 de setembro.