O Tiguan mudou em 2017, e fez o preço da antiga geração despencar. Atualmente, o modelo médio já pode ser encontrado na faixa dos R$ 88 mil, valor bem próximo e convidativo na comparação com os SUVs compactos que correspondem a 24% dos veículos vendidos no Brasil. Entre eles, o VW T-Cross 1.0, de R$ 88.320.

LEIA MAIS: Renegade zero ou Compass seminovo: saiba o melhor negócio

Qual é o melhor negócio: comprar um VW T-Cross zero quilômetro ou investir no VW Tiguan 2017 , que é maior e sai pelo mesmo preço? Colocamos todas as informações sobre ambos os modelos na ponta do lápis para sugerir a melhor compra. Acompanhe!

Conforto e segurança

VW Tiguan
Divulgação
O antigo VW Tiguan era montado sobre a plataforma PQ46; atualmente, modelo integra a família MQB

Mesmo na comparação com vários rivais diretos, o VW T-Cross não se destaca pelo tamanho. São 4,19 metros de comprimento, 1,76 m de largura e 2,65 m de entre-eixos, com porta-malas de 373 litros de capacidade.

Já o Tiguan 2017 é um pouco mais espaçoso, com 4,42 metros de comprimento, 1,80 m de largura e 2,60 m de entre-eixos, com bom porta-malas de 470 litros. Ou seja, apesar de ser menor, o T-Cross ainda garante mais espaço interno pela distância entre-eixos superior. Quem curte viajar talvez prefira o TIguan, já que a diferença entre os modelos é de 100 litros.

No pacote de segurança, ambos os SUVs da VW contam com seis airbags (frontais, laterais e cortina), assistente de partida em rampa e controle de estabilidade e tração. 


Equipamentos

VW T-Cross
Divulgação
O interior do VW T-Cross abusa de plásticos e tem acabamento simples, mas o visual agrada

O T-Cross básico tem a central multimídia Composition Touch com App Connect, recurso que permite conectar o smartphone e fazer o pareamento via Android Auto e Apple CarPlay. Dessa forma, o motorista poderá replicar informações de apps como Spotify, Waze e Google Maps diretamente na tela de 6,5 polegadas. Além desses recursos, há câmera traseira para manobras.

A multimídia do Tiguan também permite o pareamento de celulares, mas não traz câmera de ré para auxílio de manobras. Ambos contam com computador de bordo simples ao centro do cluster para exibir informações sobre consumo, autonomia, velocidade e odômetro.

Dirigibilidade

VW T-Cross
Divulgação
O VW T-Cross manual pode ser mais legal de dirigir, mas não supera o conforto do Tiguan automático

Apesar dos SUVs integrarem motores da mesma família, são bem diferentes em sua mecânica. O T-Cross tem o conhecido motor 1.0 turbo de 128 cv e 20,5 kgfm de torque, com o bom câmbio manual de seis marchas. Dessa forma, o modelo compacto garante muita agilidade, acelerando de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos. Os números de consumo também são positivos, com 8,5 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada com etanol, e 12,2 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada com gasolina.

LEIA MAIS: City zero quilômetro ou Civic seminovo? Confira o comparativo

O Tiguan tem motor 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, com câmbio manual de seis velocidades. Ele pode acelerar até 100 km/h em 9,2 segundos e marcar 10,1 km/l na cidade e 11,6 km/l na estrada, sempre com gasolina. 


Apesar de ser muito divertido de guiar, o T-Cross 1.0 ainda é um carro manual - categoria que está deixando de ser o foco do público brasileiro. Neste cenário, o Tiguan pode agradar mais, mesmo que seja mais beberrão com gasolina.

IPVA

Seguindo a cota de 4% cobrada no IPVA de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, o proprietário terá que desembolsar R$ 3.400 pelo T-Cross. Para o Tiguan, o valor é de R$ 3.551.

Seguro e depreciação

Seguro
Divulgação
Veja o valor do seguro dos SUVs da Volkswagen; T-Cross volta a se destacar

Segundo a cotação do Meu Seguro Auto, um paulistano na faixa dos 30 anos, casado e com filhos pequenos, terá que desembolsar R$ 2.550 pela cobertura completa do T-Cross. Para o Tiguan, o valor deverá ficar na faixa de R$ 3.990. Ou seja, há uma grande diferença na manutenção. A expectativa é que o Tiguan perca aproximadamente 11% de seu valor em 2020. para o T-Cross, a expectativa é de 11,5%.

Conclusão

VW T-Cross
Divulgação
O VW T-Cross se destaca por ser um SUV manual interessante, mas é difícil recomendar sua compra ante o Tiguan automático

LEIA MAIS: Onix Plus novo ou Cruze Sedan usado? Saiba qual modelo escolher

Ao fim do comparativo, fica claro que ambos os SUVs têm qualidades e defeitos. Mas o fato da VW pedir em torno de R$ 88 mil pelo T-Cross manual acaba pesando bastante para escolher o Tiguan. Além de ser automático, o modelo médio tem um porta-malas consideravelmente superior. Se você curte viajar, vá de Tiguan; mas uma família pequena poderia lidar perfeitamente com o T-Cross para circular na cidade. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários