Fiat arrow-options
Divulgação
Presidente da FCA, Antonio Filosa, conta um pouco sobre os planos da empresa diante da crise gerada pelo coronavírus

Diante da crise gerada pela pandemia do coronavírus, o presidente da FCA, Antonio Filosa, deu o posicionamento da empresa para os seus próximos lançamentos. O executivo confirmou que a nova Fiat Strada e os SUVs inéditos de Fiat e Jeep ainda devem ser apresentados em 2020, em junho ou julho, mas com possibilidade de adiamento. O que se observa, a partir disso, é que os investimentos previstos pela FCA para o ano não devem ser afetados. A única hipótese seria a postergação conclusão.

LEIA MAIS: A Indústria automotiva precisa mudar de marcha pós-coronavírus

Segundo Filosa, alguns lançamentos serão adiados, inclusive o da nova  Fiat Strada . Portanto, ciclo de novos produtos que ia de 2018 a 2024, agora será concluído em 2025. Ainda conforme o executivo, a fábrica de motores em Betim (MG) está 60% pronta, mas agora terá que ser inaugurada apenas no começo do ano que vem.

Os novos SUVs da Fiat e da Jeep virão, mas a FCA analisa qual será o melhor momento para lançá-los. Idem para as renovações de gama, que abrangem inovações em transmissões e motores. 

Filosa arrow-options
Divulgação
Antonio Filosa ressalta a necessidade de cautela diante do cenário econômico, o que pode interferir em alguns prazos

Quanto ao mercado, o executivo afirmou que é difícil fazer previsões ainda, mas acredita em uma queda de 40% nas vendas de 2020 em relação a 2019. O mercado caiu 90% na segunda semana de março. Na Argentina, 100%. Os mais otimistas falam em 35% (de queda ao fim do ano), mas não dá para fugir disso. 

Lançamento mais aguardado do ano para a FCA

Fiat Strada arrow-options
Divulgação
Fiat Strada 2021 tem linhas que lembram a Toro e quatro portas, algo inédito entre as picapes leves no Brasil

Após 24 anos sendo produzida praticamente sobre a mesma plataforma, a picape compacta finalmente receberá sua segunda geração. Como fica claro pela imagem, a Strada será uma junção de várias identidades visuais. Os faróis dianteiros não negam suas inspirações no Argo , com LEDs DRL e uma grande grade frontal. O logo agora segue a nova linguagem visual da marca. A traseira, por sua vez, é mais achatada, sem área arredondada como na Fiat Toro.

Há também logotipo da Fiat na tampa traseira, deixando a maçaneta de abertura para cima. Como na rival Volkswagen Saveiro, agora a Fiat Strada tem para-choques de plástico. As lanternas traseiras são totalmente inspiradas na Toro, por outro lado, a Strada vem com luz de ré na parte inferior e iluminação de LED apenas nas versões mais caras. Na versão Volcano vem com rack de teto integrado ao santantônio e às barras de proteção do vidro traseiro.

LEIA MAIS: Como o novo coronavírus está afetando a indústria automotiva brasileira

Além disso, a picape revela elementos estruturais de Mobi, Fiorino e Uno, ao contrário de antes, que partia do Palio. Do subcompacto Mobi vêm as portas, enquanto para-brisa e parte da plataforma são compartilhados também com Fiorino e Uno. A plataforma mantém a suspensão com feixe de molas da Strada convencional na traseira. Do, estão os faróis espichados com um filete de LEDs na parte superior, que podem ser de iluminação diurna ou apenas luz de posição.

As versões de entrada da Fiat Strada 2021 manterão o motor 1.4 Fire flex, de 88 cv e 12,5 kgfm. Com ele, seguirá com direção hidráulica. O objetivo por trás disso é manter os custos baixos para atrair frotistas. Já as opções mais caras virão com o 1.3 Firefley do Argo e do Cronos associado à assistência elétrica. Com 109 cv e 14,2 kgfm, gera menos que os 132 cv e 18,9 kgfm do 1.8 atual, por outro lado trata-se de um conjunto bem mais eficiente.

LEIA MAIS: Marcas adiam prazos de revisões garantia dos carros por conta do coronavírus

Câmbio manual de cinco marchas será padrão na Fiat Strada , porém uma versão com câmbio automático CVT deverá ser oferecida em 2021, quando os motores Firefly turbo começarem a ser ofertados no mercado. A novidade não tem, até o momento, previsão de ganhar os motores turbo.

    Veja Também

      Mostrar mais