vendas
Divulgação
Com fábricas paradas e lojas fechadas, as vendas de veículos caíram bastante e devem ser piores ainda em abril próximo

No primeiro balanço de vendas de veículos depois que a pandemia do novo coronavírus atingiu o Brasil e o mundo, os números apontam uma queda busca de 19,1% no pior março dos últimos 14 anos.

LEIA MAIS: Concessionárias e lojistas usam criatividade para sobreviver na crise

Foram apenas 155.772 automóveis e comerciais leves emplacados no mês passado, de acordo com adados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores). Entretanto, espera-se que em abril os dados de vendas de veículos sejam ainda mais desanimadores, já que até a metade de março as lojas estavam abertas.

No sobe e desce dos modelos disponíveis no mercado brasileiro atuamente, o Chevrolet Onix ainda conseguiu se manter na liderança, embora tenha sofrido queda de 32% nas vendas na comparação a fevereiro. Portanto, em março, fechou em 12.007 unidades, ante 7.042 do Hyundai HB20, o segundo colocado. Logo em seguida, vem o Ford Ka, com 7021 unidades, apenas 21 de diferença.

LEIA MAIS: A Indústria automotiva precisa mudar de marcha pós-coronavírus

O quarto lugar nas vendas de março ficou com o Chevrolet Onix Plus, que havia sido o segundo em fevereiro e teve vendas 26,7% menores em março, com 6.670 unidades, seguido do Fiat Argo , com 6.071, o único modelo que apresentou alta na comparação com o mesmo anterior, com 2,6% a mais. Confira abaixo como ficou o quadro das vendas de veículos no mês de março.

1 - Chevrolet Onix: 12.007
2 - Hyundai HB20: 7.042
3 - Ford Ka: 7.021
4 - Chevrolet Onix Plus: 6.670
5 - Fiat Argo: 6.071
6 - VW Gol: 5.681
7 - Fiat Strada: 4.798
8 - Jeep Renegade: 4.494
9 - VolkswagenW T-Cross: 4.418
10 - Renault Kwid 4.109

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários