É difícil encontrar avaliações das versões mais simples dos modelos disponíveis nas lojas hoje em dia. A explicação para isso é que os fabricantes disponibilizam, na maioria das vezes, unidades das versões de topo, completas e pintadas com as cores mais chamativas, e não propriamente as mais vendidas.

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs que chegam ao Brasil até o fim do ano

Para matar a curiosidade daqueles que nem imaginam quanto custam esses carros cheios de equipamentos, confira a seguir a quais são as versões mais caras (e quais equipamentos elas trazem) dos 10 carros mais vendidos no Brasil no 1º semestre deste ano.

10º: Renault Kwid Outsider (R$ 48.640)

Renault
Divulgação
Renault Kwid Outsider é o mais em conta da seleção dos 10 carros mais vendidos completões

O hatch de entrada da Renault é um dos modelos com menor variação de preços entre a versão mais acessível (a Life, de R$ 34.990) e a mais completa (Outsider, de R$ 47.190). As duas são equipadas com o mesmo motor 1.0 de até 70 cv e câmbio manual de cinco marchas.

Com uma lista de equipamentos que inclui ar-condicionado, vidros dianteiros, travas e retrovisores elétricos, faróis de neblina e central multimídia, se diferencia externamente do restante da linha por detalhes de acabamento exclusivos e calotas pintadas de preto. Sem opcionais, a Renault cobra um adicional de R$ 1.450 pela cor da carroceria (só a branca não tem custo).

9º: VW Gol 1.6 AT (R$ 69.920)

VW Gol
Divulgação
O modelo mais longevo, reconhecido pelo custo-benefício, e que não deixa passar alguns itens mais refinados para a categoria

A versão 1.6 AT é a mais cara do hatch popular que você pode comprar. Com preços a partir de R$ 62.600, traz o motor 1.6 16V de 117 cv e um câmbio automático de seis marchas, o mesmo conjunto mecânico do Polo 1.6, que inclusive está posicionado na mesma faixa de preços.

Com um lista de equipamentos de série que deixa de fora inclusive o sistema de som, o VW Gol 1.6 traz o pacote de opcionais Urban Completo, que por R$ 3.430 adiciona vidros elétricos nas portas traseiras, tampa do porta malas com abertura elétrica, rodas de liga leve de 15”, retrovisores elétricos, além de duas opções de sistema de som, sendo que a mais cara é a central multimídia “Composition Touch” (R$ 2.280). A Volkswagen cobra ainda um adicional de R$ 1.610 pela pintura metálica.

8º: Ford Ka Titanium 1.5 AT (R$ 72.890)

Ford Ka
Divulgação
O Ka é, atualmente, o maior responsável por segurar a Ford no mercado brasileiro

A versão Titanium do Ka parte de R$ 71.390 e está equipada com o motor 1.5 de até 136 cv e um câmbio automático de seis marchas.

LEIA MAIS: Pela primeira vez, SUVs vendem mais que hatches pequenos no Brasil

O hatch traz como destaques da lista de equipamentos airbags laterais, chave presencial, controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, central multimídia e controle automático de velocidade de cruzeiro. Sem opcionais, a Ford cobra um adicional de R$ 1.500 pelas cores metálicas e perolizadas.

7º: Hyundai HB20 Diamond Plus (R$ 78.940)

HB20
Divulgação
Com menos de um ano de mercado, o HB20 estreia novos equipamentos e marca o próximo passo da Hyundai

Vice-líder em emplacamentos no mercado brasileiro, o Hyundai HB20 tem como configuração mais cara a Diamond Plus, que parte de R$ 77.990 e é equipada com o motor 1.0 turbo de até 120 cv e um câmbio automático de seis marchas.

De série, o modelo traz airbags laterais, frenagem automática de emergência, controles eletrônicos de tração e estabilidade, chave presencial, controlador automático de velocidade de cruzeiro e sistema multimídia com tela de oito polegadas. Sem opcionais, o único valor adicional fica por conta das cores da carroceria: apenas branco e preto são embutidos no preço de tabela.

6º: Chevrolet Onix Premier (R$ 80.280)

Chevrolet Onix
Divulgação
Chevrolet Onix da nova geração mostra como é possível amadurecer tanto um projeto de sucesso

O modelo mais vendido do Brasil traz como versão mais cara a Premier, que parte de R$ 75.490 e traz o motor 1.0 turbo de até 116 cv combinado ao câmbio automático de seis marchas. De série, a configuração de topo do hatch sai de fábrica bem equipada, trazendo airbags laterais e de cortina, faróis com acendimento automático, rodas de liga leve de 16”, carregador de celular por indução e central multimídia com função hotspot Wi-Fi.

O pacote opcional (R$ 3,2 mil) adiciona alerta de pontos cegos, ar-condicionado automático, assistente de estacionamento automático, bancos de couro, além das opções de acabamento interno em preto e cinza ou preto e caramelo. Para chegar ao preço final desse Chevrolet Onix “completão”, é preciso somar ainda os R$ 1.590 das cores metálicas.

5º: Fiat Argo HGT Flex AT (R$ 83.290)

Fiat Argo
Divulgação
Fiat Argo HGT 1.8 resgata a sigla utilizada nos anos 2000 para denominar seus modelos mais apimentados

Embora a aventureira Trekking seja uma das configurações de maior sucesso do hatch compacto da marca italiana, o título de mais cara da linha vai para a configuração HGT, que traz um visual esportivo combinado ao motor 1.8 de até 139 cv e um câmbio automático de seis marchas.

A lista de itens de série inclui sistema multimídia com tela de 7", controles eletrônicos de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas. Mas a lista de opcionais é extensa e conta com os pacotes Kit Stile (apoio de braço dianteiro, volante e bancos de couro, tapetes, controle automático de velocidade de cruzeiro, rodas aro 17" e borboletas para trocas de marchas), por R$ 3.700.

Além do Pack Comfort (câmera de ré, retrovisores externo elétricos com tilt down e setas integradas), por R$ 1.250, Kit Tech (sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, retrovisor eletrocrômico, ar digital, painel com tela TFT de 7", retrovisores com rebatimento elétrico e luz de solo, chave presencial), por R$ 3.600.

Curiosamente, os airbags laterais (R$ 2.500) também são opcionais, mas não podem ser encomendados junto com o Kit Stile. Para ultrapassar a barreira dos R$ 83.000, é preciso encomendar ainda a carroceria na cor metálica Cinza Silverstone, combinado ao kit bicolor (R$ 950).

4º: Chevrolet Onix Plus Premier (R$ 83.840)

Onix
Divulgação
O Onix Plus é a nova variante do modelo precursor das tecnologias de nova geração da GM

Com preço inicial de R$ 79.090, a variação sedã do Onix Premier repete o mesmo conjunto mecânico (motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas) e o pacote de equipamentos do hatch Premier.

LEIA MAIS: VW Gol volta ao pódio nas vendas da primeira quinzena de maio

A diferença fica por conta do preço do pacote opcional, que é de R$ 3.160, mas que traz exatamente os mesmos equipamentos oferecidos opcionais oferecidos no hatch (alerta de pontos cegos, ar-condicionado automático, assistente de estacionamento automático, bancos de couro, além das opções de acabamento interno em preto e cinza ou preto e caramelo).

3º: Fiat Strada Volcano (R$ 84.990)

Fiat Strada
Divulgação
Fiat Strada 2021: Novidade tão aguardada quebra os longos anos do projeto antigo da antecessora

A lista de opcionais enxuta é uma das características da versão de topo Volcano da nova geração da Strada. Com preço inicial de R$ 79.990, traz como único opcional as rodas de liga leve de 16" (R$ 2.500). Já a gama de cores da carroceria também representa um custo adicional. Apenas a cor preta é embutida no preço.

Quem quiser uma Strada Volcano em Branco Banchisa ou Vermelho Monte Carlo paga um adicional de R$ 900. O mesmo vale para as tonalidades metálicas Prata Bari e Cinza Silverstone (R$ 2.300) ou a perolizada Branco Alaska (R$ 2.500).

De série, a lista de equipamento da picape cabine dupla traz como destaque airbags laterais, bancos com revestimento parcial em couro, faróis de LED, controles eletrônicos de tração e estabilidade e sistema multimídia com tela de 7". Já o motor é o 1.3 Firefly de até 109 cv, sempre combinado a um câmbio manual de cinco marchas.

2º: VW T-Cross Highline (R$ 131.965)

VW T-Cross
Divulgação
VW T-Cross Highline vem com tudo o que dá, e coloca o modelo como um dos favoritos entre os SUVs compactos mais equipados

Com preço inicial de R$ 118.690, o T-Cross Highline traz um motor 1.4 turbo de 150 cv e câmbio automático de seis marchas. Na lista de equipamentos, traz itens ar-condicionado automático digital e painel digital configurável.

O topo de linha pode receber um total de R$ 13.275 em opcionais. O pacote "Tech & Beats" (R$ 6.280) adiciona sistema de estacionamento automático, faróis de LED e o sistema de som Beats. Há ainda o teto solar panorâmico (R$ 5.010), além da carroceria com pintura em dois tons (R$ 1.985).

1º: Jeep Renegade Trailhawk (R$ 163.490)

Jeep
Divulgação
Novo Jeep Renegade Trailhawk procura aprimorar ainda mais as habilidades aventureiras do SUV, recheado de equipamentos

Versão trilheira do SUV compacto Renegade, a Trailhawk parte de R$ 152.990 e traz o motor 2.0 turbodiesel de 170 cv combinado ao câmbio automático de nove marchas e a tração 4x4.

LEIA MAIS: Saiba como a pandemia vai mudar o mercado de carros no Brasil

Trazendo como opcional apenas o teto solar panorâmico R$ 8.200, traz de série airbags laterais, de cortina e para o joelho do motorista, faróis de LED, chave presencial, rodas de 17" com pneus de uso misto, sistema multimídia com tela de 8,4" e ar-condicionado automático de duas zonas. A opção de pintura mais cara no último dos carros mais vendidos é a bicolor branca perolizada e preta (R$ 2.300).

    Veja Também

      Mostrar mais