JAC iEV 330P
Divulgação
JAC iEV 330P: primeira picape 100% elétrica vendida no Brasil estreia no mercado sem rivais diretos, pelo menos por enquanto


A JAC inicia oficialmente as vendas da picape média elétrica iEV 330P, modelo que estreia com preço de R$ 289.900 oferecendo uma autonomia de até 320 quilômetros com uma carga de bateria. A picape teve 25 unidades vendidas na pré-venda, com as primeiras entregas programadas para janeiro de 2021.



Com 5,615 m de comprimento, a iEV 330P é quase 30 cm mais longa do que modelos como Chevrolet S10 e Ford Ranger, resultado da adoção de uma caçamba com dimensões mais próximas da utilizada nos utlitários de cabine simples e capaz de levar até 800 kg de carga.

Equipado com um conjunto de baterias de ferro-lítio, com capacidade máxima de 67,2 kWh, a iEV 330P usa um motor com 150 cv de potência e torque de 33,7 kgfm desde a partida. Números próximos ao dos valores máximos do motor 2.0 diesel de uma Volkswagen Amarok S.


Assim como os carros elétricos, a picape da JAC está equipada com um sistema de freios regenerativo, que aproveita as desacelerações para recarregar as baterias. De acordo com a empresa, a carga lenta das baterias (de 20% a 100%) leva 8 horas, tempo que cai para 1h30 vom o uso de um carregador rápido de 40W.

A lista de equipamentos inclui central multimídia com tela de 7", câmera de ré, e volante multifuncional, ar-condicionado, vidros dianteiros e traseiros elétricos e faróis e lanternas de neblina.

Caminhão elétrico

JAC iEV 1200T
Divulgação
JAC iEV 1200T: chega com autonomia de 200 quilômetros e capacidade de carga de 7,5 toneladas, de acordo com a fabricante chinesa



Além da picape, a JAC anunciou também o início oficial das vendas do caminhão leve iEV 1200T. Com capacidade de 7,5 toneladas de PBT, traz baterias de 97 kWh que garantem uma autonomia de até 200 km. Já o motor elétrico desenvolve 177 cv e permite ao veículo atingir os 90 km/h.

Segundo a JAC, além das 25 unidades da iEV 330P , desde abril já foram comercializadas 100 unidades do caminhão, numa lista que inclui empresas como a PepsiCo, a CPFL e a Porto Seguro. Os primeiros 50 exemplares serão entregues até o final do ano, com o restante chegando aos compradores até fevereiro de 2021.

    Veja Também

      Mostrar mais