Multa de trânsito
Divulgação
Quem tem multas pendentes pode pagar com facilidade por meio de aplicativo em um processo que pode levar até 48 horas


A retração da economia neste ano por conta da pandemia do novo coronavírus acabou exigindo malabarismos financeiros de boa parte das famílias brasileiras. Nesse cenário, as empresas que oferecem a possibilidade de parcelar débitos de veículos acabaram ganhando impulso. Uma delas é a startup brasiliense Zapay, que começou a operar em 2018.


No sistema da empresa, com a placa do veículo é possível fazer um levantamento de todos os débitos — incluindo multas , IPVA, DPVAT e taxa de licenciamento — e concentrar os pagamentos em uma única cobrança, com possibilidade de parcelamento da dívida em até 12 parcelas pelo cartão de crédito.

O atendimento é feito pela internet, no site da empresa, ou nos postos dos departamentos de trânsito. A baixa nos débitos acontece somente após a liberação do pagamento, em um processo que pode levar até 48h. Atualmente, a Zapay acessa os bancos de dados dos Detrans de 22 estados e do Distrito Federal e planeja chegar em 2021 também ao Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima. 

Mesmo na Pandemia do Covid, a Zapay segue com crescimento mensal de +20% e já consegue atender 91% da frota rodante do País. "Apesar de termos começado voltados para pessoa física, atualmente atendemos também clientes pessoa jurídica e trabalhamos no desenvolvimento de soluções para frotistas", comentou Callebe Mendes, atual CEO e um dos fundadores da startup.

Além dos serviços de parcelamento de multas e dos voltados para frotistas, como próximos passos a Zapay pretende futuramente expandir a gama de serviços da empresa para outros segmentos do ramo automotivo.

    Veja Também

      Mostrar mais