Toyota Corolla Cross
Reprodução
Toyota Corolla Cross virá ao Brasil para brigar com Jeep Compass, VW Taos e Chevrolet Equinox

O Asean NCAP, órgão responsável por testes de segurança veicular da Ásia, publicou a avaliação do novo SUV Toyota Corolla Cross , aguardado para o mercado brasileiro em 2021. O modelo recebeu 5 estrelas, a maior nota possível, mas algumas ressalvas foram feitas pelos técnicos.

De acordo com o Asean NCAP, que é filiado ao órgão global que também inclui o Latin NCAP, o Toyota Corolla Cross teve desempenho “adequado” em colisões frontais. Segundo os engenheiros, há a possibilidade de motorista e passageiro terem ferimentos leves no peito e na perna, aumentando o risco de lesões. No impacto lateral, o SUV recebeu nota máxima.

No Brasil em 2021

O modelo avaliado pelo Asean NCAP é feito em Chachoengsao, na Tailândia, enquanto o Toyota Corolla Cross que será vendido no Brasil a partir de 2021 terá sua produção em Sorocaba (SP), ao lado dos compactos Etios e Yaris. Ele virá para brigar com Jeep Compass , VW Taos e Chevrolet Equinox.

Como fica claro no nome, o utilitário esportivo é derivado do Corolla e utiliza também a variação C da plataforma modular TNGA. Com 4,460 m de comprimento, 1,825 m de largura e entre-eixos de 2,640 m, o Corolla Cross é pouco maior que um Jeep Compass, mas tem porte menor que o do SUV médio "de verdade" RAV4, com os seus 4,60 m de comprimento.

Mecânica

Além da plataforma, o SUV herda também o conjunto mecânico do sedã. Na Tailândia, além do conjunto motriz híbrido com potência combinada de 122 cv, existe a opção de um motor 1.8 de 140 cv. Por aqui, esse propulsor a gasolina deve ser substituído pelo 2.0 de 177 cv, que é a única opção não-híbrida do carro feito no Brasil.

Além do pacote de equipamentos de segurança Toyota Safety Sense, que segue a linha do Corolla brasileiro e inclui frenagem automática, alerta de desvio de faixa, controle automático de farol alto e o controlador automático de velocidade de cruzeiro adaptativo, o Corolla Cross traz ainda o câmera de 360º e monitor de tráfego cruzado na traseira.

O porta-malas, com 487 litros de capacidade, traz tampa com abertura motorizada e acionamento por sensor, que se soma a uma lista de itens de conforto que inclui banco traseiro reclinável, ar-condicionado automático de duas zonas com saídas na traseira.

    Veja Também

      Mostrar mais