Renault Arkana
Divulgação
Arkana, o novo SUV-cupê da Renault volta a ter chances de ser feito no Brasil a partir dos planos com aliança com a Nissan

Em maio de 2020, o Grupo Renault-Nissan confirmou que irá produzir novos veículos feitos sob a plataforma global CMF-B em suas fábricas no Brasil. Serão sete modelos inéditos, que irão sair das linhas de montagem de São José dos Pinhais (PR) e Resende (RJ). Segundo o site Argentina Autoblog , o SUV médio Renault Arkana é um dos candidatos.

Além do modelo que irá surgir para concorrer com o Jeep Compass, o Grupo Renault-Nissan também deverá lançar as próximas gerações da dupla Sandero e Logan , o Kicks reestilizado – com uma versão híbrida – e possivelmente, um novo SUV compacto de entrada da marca japonesa. Os modelos deverão surgir ao longo da década.

O Arkana será lançado na Europa no início de 2021 com duas opções de motorização, entregando 140 e 160 cv. O SUV-cupê também contará com motor híbrido E-Tech de 140 cv. Sua produção também está confirmada para a Coreia do Sul, onde abastecerá o mercado asiático e a Oceania. 

A Renault nunca escondeu o desejo de ampliar sua linha de SUVs no Brasil. A marca francesa chegou a realizar testes com o SUV Koleos, concorrente direto do VW Tiguan na Europa. A alta do dólar atrapalhou os planos e o projeto foi arquivado. Com produção nacional, o Renault Arkana poderia abastecer toda a América Latina.

O primeiro SUV com ares de cupê que chegou ao Brasil foi o Nivus, que é um compacto. O próxmo deverá ser a versão definitiva do Fiat Fastback , cujo protótipo foi mostrado no Salão do Automóvel, em novembro de 2018. O novo modelo da FCA terá sete lugares e terá estilo arrojado, com base nas linhas da picape Toro e os novos motores Fire Fly turboflex entre os destaques. 

    Veja Também

      Mostrar mais