trânsito
Divulgação
Rio de Janeiro lidera o ranking de engarrafamento. Em média, leva-se 43% mais tempo de viagem por causa de seu trânsito caótico.

Depois de ter sido encaminhada para o Senado, em junho, o Projeto de Lei nº 3267/2019 que altera alguns pontos do Código de Trânsito Brasileiro, é aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro. As novas regras passam a entrar em vigor 180 dias depois de terem sido publicadas no Diário Oficial da União, contando a partir de 14 de outubro.

Bolsonaro vetou alguns itens, que poderão ser revistos pelo Congresso Nacional, que terá a possibilidade de restaurar as medidas ou derrubá-las em definitivo. Confira a seguir 5 medidas que foram sancionadas pelo presidente.

1 - Sobem os limites da pontuação da CNH

CNH
Divulgação
CNH Digital: Muitos motoristas a têm mesmo sem a obrigatoriedade, devido a algumas vantagens


A partir de meados de abril de 2021 passa a valer o seguinte: para perder o direito de dirigir será preciso atingir 20 pontos para quem tiver duas ou mais infrações gravíssimas. Esse limite sobe para 30 pontos no caso de uma gravíssima no mesmo período e chega a 40 pontos sem nenhum gravíssima. E os motoristas profissionais podem ter até 40 pontos independente do tipo de infração que cometerem.

2 - Aumentam os prazos de validade da CNH

CNH
Divulgação
Aplicativo para celular vai permitir acessar a CNH em todo o Brasil a partir de fevereiro de 2018


Dobra o prazo de validade da CNH de 5 para 10 anos para motoristas com menos de 50 anos de idade. Para os que têm acima de 50 e menos de 70 anos, continuam valendo os mesmos 5 anos que estão em vigor hoje em dia. Se um idoso de 70 anos ou mais for renovar a CNH, o documento terá que ser renovado a cada 3 anos conforme as mudanças.

3 - Cadeirinhas infantis obrigatórias para crianças até 10 anos

cadeiras
Divulgação
Cadeirinhas infantis protegem as crianças em caso de acidente, mas devem estar bem instaladas


De acordo com o novo código de trânsito, crianças com até 10 anos que não atingiram 1,45 metro de altura precisam ser transportadas no banco traseiro com assento de elevação, ou a cadeira infantil. Quem não cumprir essa norma estará cometendo infração gravíssima, com multa de retenção do veículo até regularizar a situação.

4 - Causar acidente embriagado leva à pena de reclusão

acidente
Thiago Ventura
Quem causar acidente embriagado corre risco de ser punido com pena de reclusão, sem direito a pena alternativa


Uma medida mais rígida e que deverá contribuir com a segurança no trânsito é a que determina que o motorista embriagado que causar acidente com lesão corpotal ou homicídio estará sujeito à pena de reclusão, mesmo se o crime não for intencional. Além disso a pena não poderá ser substituída por outra mais branda e quem tem menos de 70 anos terá que fazer exame toxicológico a cada 2 anos e meio. Para idosos, o prazo cai para 1 ano e meio.

5 - Luz diurna nas estradas de pistas simples

luz
Divulgação
Lexus NX 300 é um dos vários modelos que já contam com luzes diurnas de série


Boa parte dos carros novos hoje em dia já estão saindo de fábrica com a luz diurna, que fica ligada mesmo sem acionar os faróis. Mas, no caso dos modelos que ainda não contam com o equipamento, o uso do farol baixo fica obrigatório apenas nas estradas de pistas simples e que não estejam em perímetro urbano.

    Veja Também

      Mostrar mais