Ford Ka: depois da nota baixa nos novos testes de colisão do Latin NCap, marca  diz que vai reforçar a segurança do modelo
Divulgação
Ford Ka: depois da nota baixa nos novos testes de colisão do Latin NCap, marca diz que vai reforçar a segurança do modelo


A Ford diz que está trabalhando para incorporar os airbags laterais e o controle eletrônico de estabilidade em todas as versões do compacto Ka. A informação foi confirmada pela montadora e pelo Latin NCap, organização que avalia a segurança dos veículos comercializados na América Latina.


O anúncio foi feito após a divulgação nesta terça-feira (8) dos resultados de testes de colisão realizados pelo Latin NCap, onde o Ford Ka equipado com airbags frontais alcançou zero estrela de um total de cinco possíveis. "A Ford está trabalhando para adicionar equipamentos de segurança de série na linha Ka, como controle eletrônico de estabilidade e airbags laterais", destaca nota divulgada pela montadora.

Nos crash tests, o Ford Ka ofereceu proteção considerada média no impacto frontal e fraca na avaliação de impacto lateral. Pesaram na pontuação do modelo a ausência do controle eletrônico de estabilidade e os airbags laterais.

Esses equipamentos estão disponíveis apenas nas versões mais caras do Ka. No hatch, a configuração FreeStyle 1.0 (R$ 63.090) traz o controle eletrônico de establidade. Mas os airbags laterais só estão presentes na FreeStyle 1.5 AT (R$ 69.990). Já no Ka Sedan esses itens de segurança estão presentes apenas na topo de linha Titanium 1.5 (R$ 80.990).

Você viu?

A marca do oval não divulgou os prazos para que essas mudanças cheguem aos carros disponíveis nas concessionárias. Vale lembrar que as versões mais caras do compacto da Ford chegaram a contar também com os airbags de cortina na linha 2018. Mas o item foi tirado já na linha 2019.

Novas normas

Ford Ka no Latin NCAP
Divulgação
Ford Ka no Latin NCAP


Essa bateria de testes do Latin NCap já foi feita sob o novo protocolo de testes da organização, que começou a ser aplicada nos testes realizados desde outubro e traz regras mais rígidas.

Outros modelos avaliados no mesmo padrão foram o Hyundai HB20 com os airbags frontais e o Kia Picanto apenas com o airbag do motorista, configuração que não está disponível no Brasil. Ambos receberam a pontuação de zero estrela.

Pelo novo padrão, que segue em vigor até 2024, deixa de existir a nota final passa a ser calculada a partir dos resultados obtidos nos testes na proteção de adultos, crianças, pedestres, além do conteúdo de assistentes de direção. Baixo desempenho em apenas um aspecto significa um resultado baixo, mesmo que os outros três ofereçam bom desempenho.

No teste anterior, realizado em setembro de 2018, o Ford Ka apenas com os airbags frontais havia obtido três estrelas para a proteção dos ocupantes adultos e quatro estrelas na proteção do passageiro infantil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários