Testes de qualidade podem ser feitos com etanol, gasolina e diesel
Divulgação
Testes de qualidade podem ser feitos com etanol, gasolina e diesel


Está desconfiado da qualidade do combustível ou da calibração das bombas um posto? Pois saiba que existe uma resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP) que garante ao consumidor o direito de exigir testes do produto e dos bicos antes do abastecimento.


O Instituto Combustível Legal (ICL), associação que atua no combate ao comércio irregular e fraudes do setor de combustíveis, divulgou os tipos de avaliação que podem ser solicitados pelo consumidor.

No caso das bombas, é possível pedir um teste de volume e vazão , que é feito usando um aferidor, onde são colocados 20 litros de combustível. A diferença máxima aceitável do valor registrado na bomba para o valor medido é de 100ml para mais ou para 60 ml para menos. Acima dessa margem, a combustível ou o bico podem estar adulterados.

Você viu?

Teste da proveta mede a densidade do combustível e pode acusar se houve ou não adulteração
Divulgação
Teste da proveta mede a densidade do combustível e pode acusar se houve ou não adulteração


Já em relação à qualidade do combustível, o primeiro teste é o visual . Diesel, gasolina e etanol não devem estar turvos e nem conter impurezas. Existe também o teste da proveta , que indica o percentual de etanol anidro na gasolina, que deve ser de até 27% na comum e aditivada e 25% na premium, pondendo variar até 1% para mais ou para menos.

O funcionário do posto deve misturar, dentro de uma proveta, 50 ml da gasolina e 50 ml de uma solução de água com sal. A mistura fica em repouso por quinze minutos e, em seguida, é feita a leitura do recipiente. O volume da água irá aumentar por causa disso, mas não deve ultrapassar 64ml. Se for maior, a gasolina pode estar adulterada.

Obrigatoriamente fixado às bombas de etanol, o termodensímetro exibe o teor alcoólico do combustível vegetal, que pode variar entre entre 92,5% e 95,4%. No caso do etanol premium, essa taxa deve ser entre 95,5% e 97,7%. Para saber se está comprando produto de qualidade, observe o nível indicado pela linha vermelha. Ela precisa estar no centro do densímetro, não pode ficar acima da linha do etanol .

Bomba também pode ter a calibração conferida pelo consumidor
Reprodução: iG Minas Gerais
Bomba também pode ter a calibração conferida pelo consumidor


Existe ainda o teste do densímetro , que é um aparelho de vidro e calibrado. Além dele, também serão usados: proveta de um litro, termômetro de imersão total e uma tabela de conversão das densidades. O teste deve mostrar o valor correto para a massa do combustível a 20ºC.

Ao mergulhar o densímetro no líquido, ele afunda até deslocar um volume de fluido cujo peso se iguale ao dele. A superfície do líquido indica determinado ponto na escala, isto é, sua densidade é compatível com a do combustível mencionado na bomba. Lembrando que caso os funcionários se recusem a fazer o teste ou se você souber de irregularidades, é possível fazer uma denúncia por meio do site do ICL .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários