Mistura de hatch e minivan, o Honda Fit foi lançado em 2001 no mercado japonês. Mas não demorou muito para que a combinação de dimensões externas compactas com o interior configurável passasse a agradar também clientes de mais mercados da Ásia e também de outros continentes.


No Brasil, o Honda Fit foi lançado em 2003, como o segundo carro da marca japonesa a ganhar produção nacional. Fabricado inicialmente em Sumaré (SP), hoje a 3ª geração do modelo é montada na fábrica de Itirapina (SP), que foi inaugurada justamente com a produção do hatch.

Nesses 17 anos de mercado, o Fit foi produzido aqui somente em sua carroceria original e com motores a gasolina. Mas no exterior, o modelo serviu de base também para um sedã e uma station wagon. Confira a seguir a lista de versões do carro da Honda que não tivemos no Brasil.

Honda Fit Aria

Honda Fit Aria
Divulgação
Honda Fit Aria


Antes que o City assumisse o papel de sedã do Fit, a Honda lançou em mercados do Sudeste Asiático o Fit Aria , uma variação de três volumes que seguia o mesmo estilo minivan e aproveitava boa parte dos componentes internos do hatch de primeira geração.

Equipado com os mesmos motores 1.4 e 1.5 oferecidos no Fit brasileiro, além da opção do câmbio CVT, o Fit Aria seguiu em produção na China até 2014, quando o próprio Honda City de primeira geração já estava sendo substituído por um novo modelo.

Honda Airwave

Honda Airwave
Divulgação
Honda Airwave


Além do Aria, o Fit de 1ª geração serviu de base no Japão para o Airwave , uma station wagon que poderia muito bem ser considerada uma minivan "de verdade".

Você viu?

Além do motor 1.5 VTEC usado na versão de topo do carro de 1ª geração feito no Brasil, a perua do Fit era produzida também numa variação de uso comercial chamada Partner, que trazia um propulsor 1.5 sem o comando variável VTEC.

Honda Fit Hybrid

Honda Fit Hybrid
Divulgação
Honda Fit Hybrid


Revelado na Ásia em 2007, o Honda Fit de 2ª geração estreou no Brasil no ano seguinte. Além das dimensões maiores, os motores 1.4 e 1.5 ganharam mais potência e passaram a ser combinados com um câmbio automático convencional de cinco marchas no lugar do CVT.

Uma versão desta geração que não tivemos aqui foi a híbrida Fit Hybrid . Lançada no Japão em 2010, combinava o propulsor 1.4 com um motor elétrico, com o objetivo de obter médias de consumo de até 30 km/l.

Fit Sport

Honda Fit Sport
Divulgação
Honda Fit Sport


Conhecido no Brasil como um modelo comportado e de uso familiar, o Honda Fit de 2ª geração tinha um público diferente nos Estados Unidos, composto principalmente por pessoas jovens que estavam comprando o seu primeiro carro.

Por esse motivo, a versão de topo do Fit vendida nos EUA era a Sport , que se destacava pelas rodas de liga leve de 16" combinadas a um pacote aerodinâmico exclusivo com novos para-choques, saias laterais e até um aerofólio na traseira. O motor era um 1.5 de 118 cv.

Fit Cross Style

Honda Fit Hybrid Cross Style
Divulgação
Honda Fit Hybrid Cross Style


Enquanto no mercado brasileiro a Honda lançou o WR-V, um Fit de 3ª geração com modificações estéticas e mecânicas para se transformar em SUV, no Japão a Honda adotou uma solução menos radical, chamada de Cross Style .

Sem modificações mecânicas, o Honda Fit Cross Style trazia um pacote visual diferenciado, com apliques plásticos nas caixas de roda, novos para-choques e faróis de neblina redesenhados. O conjunto motriz era híbrido, composto por um motor 1.5 e outro elétrico.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários