IPVA
Reprodução: iG Minas Gerais
IPVA ficará, em média, 6,8% mais em conta em 2021, de acordo da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo

Os motoristas já podem fazer o pagamento antecipado do IPVA 2021 em São Paulo, independente do número final da placa do carro; os impostos começam a vencer nesta quinta-feira (7). A boa notícia é que o IPVA está 6,77% mais barato que no ano passado, segundo a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de SP, e a taxa pode ser paga de diversas maneiras.

Deve-se pagar à vista com desconto ou parcelado? Conforme a educadora financeira formada pela DSOP, Veridiana Lopes, a primeira opção, inclusive, pode ser um bom negócio para os contribuintes que têm a quantia guardada para quitar o IPVA de uma só vez, já que o parcelamento só seria interessante se a taxa SELIC estivesse com rendimento superior a 2% ao ano, o que corresponde a um rendimento de 0,16% ao mês.

Ainda conforme a especialista, o pagamento à vista do IPVA só vale a pena se o contribuinte tiver dinheiro sobrando, além da reserva de emergência. “O desconto de 3% (no pagamento à vista do IPVA) pode parecer um valor baixo, olhando apenas essa economia. Mas, gosto de ter uma visão do ano inteiro: com pequenas atitudes a economia no final do ano pode ser gigante”, destacou a especialista.

Vale a pena fazer empréstimo para quitar o IPVA à vista?

IPVA
Secretaria da Fazenda do Estado de SP/Divulgação
Pegar empréstimo para pagar IPVA não é uma boa alternativa, de acordo com especialistas em finanças


Recorrer à empréstimo pessoal para quitar à vista a alíquota do veículo não deve ser uma boa opção, pois enquanto uma dívida será quitada, outra vai surgir. Por isso, na avaliação da Veridiana Lopes, é preciso levar em conta alguns aspectos importantes antes de solicitar um aporte como, por exemplo, as taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras.

“É preciso comparar o valor pago em juros no empréstimo com o desconto no pagamento à vista do IPVA. Após fazer a análise, a pessoa terá mais clareza na hora de decidir. Mas, na maioria das vezes não vale a pena pegar um empréstimo apenas para essa finalidade”, orienta a criadora do Economia Diária.

Com o valor do desconto em mãos, a educadora financeira avalia que o melhor é continuar poupando para quitar a alíquota dos próximos anos. “O ideal seria já começar a separar o valor para as contas do início de 2022. Economizando todos os meses, fica mais fácil quitar as contas de início de ano.

Caso o contribuinte tenha uma reserva para isso, o dinheiro (do desconto do IPVA) pode ir para um fundo de investimento, por exemplo. O importante é dar o primeiro passo para começar a poupar”, finaliza Veridiana Lopes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários