Pneus gastos fazem cair pela metade capacidade de drenagem dos pneus, de acordo com as dicas da Continental
Divulgação
Pneus gastos fazem cair pela metade capacidade de drenagem dos pneus, de acordo com as dicas da Continental


Dirigir em vias molhadas demanda mais atenção do motorista e exige também que a manutenção do automóvel esteja em dia, tanto em relação aos sistemas elétrico e mecânico quanto em relação ao estado de conservação dos pneus.


De acordo com a fabricante de pneus Continental, pneus novos, com 100% de sua capacidade de dispersão, podem dar vazão a até 30 litros de água por segundo a uma velocidade de 80 km/h. Mas, quando os sulcos atingem o limite legal de 1,6 mm essa capacidade cai para 55%.

Confira abaixo algumas dicas para melhorar a segurança em vias urbanas e rodovias ao dirigir sob chuva ou com pista molhada.

1 - Aquaplanagem

Quando há muita água na pista, o veículo pode perder o contato com o asfalto e deslizar. Fenômeno é que conhecido como aquaplanagem .

Nessa situação não freie ou faça qualquer movimento brusco com o volante. Aguarde que a perda gradativa de velocidade faça com que o veículo volte a ter contato com a pista e assim o controle possa ser retomado.

Você viu?

2 - Reduza a velocidade

A água da chuva, quando misturada à sujeira e ao óleo que se acumulam nas ruas e estradas, aumenta a possibilidade de derrapagens .

Ao reduzir a velocidade, o motorista permite que uma área maior da banda de rodagem entre em contato com a pista, aumentando assim a aderência dos pneus com o solo.

3 - Mantenha distância

Reduzir a velocidade do seu veículo ajuda a reduzir os riscos de aquaplanagem e derrapagens. Mas é importante também  manter distância do veículo à frente.

Em uma pista molhada, o motorista necessita de três vezes mais espaço para frear em comparação com uma pista seca.

4 - Análise dos sulcos

Também é importante observar a profundidade dos sulcos dos pneus. Todos os pneumáticos contam com uma indicação chamada TWI, que indica quando os sulcos da banda de rodagem atingiram a profundidade limite de 1,6 mm.

Mas vale destacar que mesmo antes disso o motorista precisa precisa ficar atento, pois a capacidade dos pneus de drenar a água vai diminuindo conforme o componente se desgasta.

5 - Calibragem, alinhamento e balanceamento

Para assegurar que a área de contato entre o pneu e a pista seja a ideal, com o máximo possível de água sendo drenada, é fundamental garantir que o veículo esteja no prumo.

Por este motivo, é essencial não descuidar da pressão dos pneus , do alinhamento e do balanceamento das rodas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários