Microlino EV: versões finais dos veículos elétricos que passarão a ser vendidos primeiramente na Europa
Divulgação
Microlino EV: versões finais dos veículos elétricos que passarão a ser vendidos primeiramente na Europa

Depois de ter último protótipo fabricado, o Microlino avança em mais um importante capítulo de sua história com a confirmação que de começará a ser feito em série a partir de setembro próximo. O desenrolar da história do simpático carrinho elétrico de estilo retrô incluiu até o aval dos criadores do clássico Romi-Isetta, o designer Ermenegildo Preti , junto com Perluigi Raggi.

A versão que será produzida em série do Microlino terá estrutura de aço tubular, mais rígida que a dos protótipos 1.0, mas sem ganho de peso. Antes de sair da linha de montagem, o modelo elétrico terá mais unidades conceituais 2.0 dentro de um mês. Em junho, começará o processo de homologação na Europa, o que levará entre dois a três meses.

Portanto, o início da produção está programado para setembro. A versão mais em conta será vendida por cerca de 12 mil euros (em torno de R$ 78.360m em uma conversão simples), com autonomia aproximada de 200 quilômetros. Trata-se do dobro do Renault Twizy (€7,350, ou R$ 48 mil) mas quase a metade do que custa o Smart EQ (€22,000, ou 143 mil).

Sabe-se que a novidade pesa 200 kg, tem estrutura de aço e pode atingir 90 km/h. O Microlino vai funcionar com baterias de ions de lítio de 8 kWh, mas, como opcional, e possível optar por outras de 14,4 kWh.

Na comparação com o protótipo , a nova versão do Microlino tem nova estrutura e eixo traseiro com bitola bem mais larga, para tornar o modelo mais estável, pricipalmente nas curvas. Além disso, o carrinho com linhas do Romi-Isetta recebeu maçanetas escondidas, traseira mais estilosa e colunas dianteiras estreitas para ajudar na visibilidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários