Comércio eletrônico passou a ficar mais forte com a pandemia, mas é preciso tomar alguns cuidados para não ter problemas
Divulgação
Comércio eletrônico passou a ficar mais forte com a pandemia, mas é preciso tomar alguns cuidados para não ter problemas


Nos últimos anos, a internet acabou se tornando um meio muito utilizado para a compra de peças e acessórios para veículos. Movimento que levou inclusive as montadoras a criarem lojas virtuais em algumas plataformas. Essa tendência acabou ganhando impulso durante a pandemia da Covid-19.


Segundo um levantamento da OLX, de julho a dezembro de 2020, as vendas de peças de carro e acessórios pela internet alcançaram 67% de aumento em relação ao volume comercializado no semestre anterior.

"Este desempenho favorável alcançado pela plataforma é um reflexo da mudança do comportamento dos consumidores que passaram a utilizar o e-commerce como alternativa em meio à necessidade de distanciamento social gerada pela pandemia”, afirma Flávio Passos, Vice-Presidente de Autos e Comercial da OLX .

Confira algumas dicas da plataforma de comércio eletrônico para reduzir a chance de encontrar problemas durante uma negociação virtual.

1 - Ofertas imperdíveis

Uma dica que é válida nas negociações do mundo real também é válida para o virtual: desconfie de ofertas muito vantajosas, com valores bem fora da média.

Você viu?

Para isso, antes de fechar negócio verifique na própria plataforma qual é a média de preços que outros vendedores estão pedindo pelo mesmo produto.

2 - Tire as suas dúvidas

Para reduzir as chances de comprar uma peça que não serve em seu veículo , faça todas as perguntas possíveis para o vendedor antes de fechar negócio. Se necessário, peça uma segunda opinião para pessoas da sua confiança.

A OLX recomenda que essa negociação seja feita pelo chat da plataforma. Toda a conversa fica registrada e pode ser denunciada em caso de comportamento suspeito.

3 - Sem intermediários

Entrou em contato com o vendedor e descobriu que está negociando com um terceiro? Fique atento porque isso pode ser o sinal de um golpe .

Aumente ainda mais a sua desconfiança se o vendedor demonstrar nervosismo ou estiver muito apressado para fechar a negociação.

4 - Origem comprovada

Verifique se o vendedor tem a nota fiscal do item. No caso de peças ou acessórios usados questione ele sobre a origem do componente.

Isso diminui as chances de comprar uma peça que tenha origem em um veículo que tenha sido roubado ou furtado para desmonte.

5 - Pagamento

Se possível, efetue o pagamento apenas após receber a mercadoria e checar se está de acordo com o combinado. Para a retirada presencial das peças de carro e acessórios, combine o encontro em locais públicos, como shoppings e supermercados, e de preferência vá acompanhado.

Caso o item de interesse custe até R$ 3 mil, é possível fazer a transação pela Compra segura da OLX Pay, solução de compra e venda da plataforma. Por esse modelo, a OLX intermedeia a transação entre pessoas físicas, libera o valor ao vendedor apenas após o recebimento da compra e acompanha a entrega do item pelos Correios.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários