Jeep Grand Wagoneer e Wagoneer são referência de estilo para o SUV de sete lugares que a marca lançará no Brasil
Divulgação
Jeep Grand Wagoneer e Wagoneer são referência de estilo para o SUV de sete lugares que a marca lançará no Brasil


A Jeep ressuscitou as nomenclaturas Grand Wagoneer e Wagoneer para batizar os dois novos SUVs de grande porte da empresa, mostrados recentemente em sua versão de produção e que estreiam nos Estados Unidos no início do segundo semestre.


Com o chassi tradicional de vigas no lugar da construção monobloco, os Jeep Grand Wagoneer e Wagoneer representam o que os SUVs eram antes de se popularizarem com carrocerias compactas combinadas a suspesões ligeiramente elevadas. Maiores modelos da marca de utilitários esportivos da Stellantis, compartilham a mesma cabine, se diferenciando principalmente pela terceira fileira de assentos no Grand Wagoneer e pelo conjunto mecânico.

Na comparação com o conceito Jeep Grand Wagoneer mostrado no ano passado, o carro de produção teve poucas mudanças, como o fim da faixa de LED que se estendia por toda a dianteira. Com 5,43 m de comprimento e 2,12 m de largura, os dois modelos impressionam pelo tamanho: são 54 cm mais longos e quase 20 cm mais largos do que um Chevrolet Trailblazer feito em São José dos Campos (SP), modelo que é considerado um SUV de grande porte no mercado brasileiro.

Você viu?


O Wagoneer usa um motor 5.7 V8 a gasolina de 397 cv dotado de desativação de cilindros e tecnologia híbrida leve, que pode ser combinado à tração apenas nas rodas traseiras. Enquanto o Grand Wagoneer está equipado com um 6.4 V8 a gasolina de 478 cv, também capaz de desativar cilindros, mas sem ser híbrido leve . Sempre com tração 4x4 e câmbio automático de oito marchas.

A lista de equipamentos de série é outro destaque. Luxuosos, contam com sistema de direção semiautônomo e estacionamento automático, HUD (Head-Up Display), som premium McIntosh com 23 alto-falantes e subwoofer, câmera de 360°, suspensão a ar com amortecedores eletrônicos e ar-condicionado de quatro zonas.

Além do quadro de instrumentos digital configurável, existem a opção ainda de uma tela de 10,25" apenas para o passageiro do banco dianteiro, que permite monitorar o sistema de navegação e o entretenimento de bordo e telas de 10,1" para a segunda fileira.

Apesar de serem da Jeep , ambos os modelos não levam o nome do fabricante dos modelos Renegade , Compass e Wrangler. A razão para isso é a estratégia da Stellantis de transformar o nome "Wagoneer" em uma submarca de SUVs luxuosos.

Outra é o fato de os dois grandalhões serem grandes demais para pegarem uma trilha e não estarem aptos a receberem o selo "Trail Rated". Os dois modelos serão produzidos nos Estados Unidos na fábrica de Warren, no estado americano do Michigan, onde também é produzida a picape Ram 1500 Rebel vendida no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários