Lockheed Martin e GM se juntam para construção do próximo Buggy lunar.
Divulgação
Lockheed Martin e GM se juntam para construção do próximo Buggy lunar.

A Lockheed Martin , fabricante norte-americana de produtos aeroespaciais se juntou à General Motors  para o projeto de construção da próxima geração do Buggy elétrico lunar para ser usado pela NASA em seu Programa Artemis (lançado em 2017) que tem por objetivo pousar a primeira mulher e o próximo homem na Lua em 2024. Só para abrir um parêntese, o fundamento do programa, a longo prazo, é o de possibilitar num futuro uma presença norte-americana "sustentável" no orbe lunar.

Em uma coletiva de imprensa conjunta, a GM e a Lockheed Martin anunciaram que o veículo lunar usaria a tecnologia de direção autônoma da montadora e está "sendo projetado para percorrer distâncias significativamente maiores" do que os buggies da era Apollo . No entanto, a apresentação feita pelas duas empresas afirmou que será totalmente elétrico e será "feito de materiais muito leves, fortes e resilientes".

O novo Buggy lunar desempenhará um papel fundamental no Programa Artemis , ajudando na construção de infraestrutura na lua para suportar estadias mais longas e objetivos ambiciosos de ciência e exploração.


A associação da GM com a NASA em missões lunares não é nova. Forneceu hardware e tecnologia vitais e trabalhou como subcontratada para a Boeing no veículo elétrico Apollo Lunar Roving Vehicle (LRV) , usado durante as missões da Apollo 15-17.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários