Ferrari 296 GTB combina o V6 com um motor elétrico para uma potência total de 830 cv, conforme a fabricante
Divulgação
Ferrari 296 GTB combina o V6 com um motor elétrico para uma potência total de 830 cv, conforme a fabricante

Em resposta ao McLaren Artura , a Ferrari está incorporando à sua linha o 296 GTB , uma berlinetta, ou cupê, de dois lugares com motor central. Na verdade é essencialmente um F8 Tributo ligeiramente mais compacto com um design novo. Embora longe de ser revolucionário no design frontal, o 296 GTB é um modelo mais pacato, mas que nem por isso deixar de ser um autêntico representante e digno do emblema da Ferrari.

 A marca explica que o 296 GTB não substitui nenhum modelo da linha, mas introduziu um novo segmento na oferta da empresa. Só pelo trem de força, o 296 GTB deverá concorrer com o recém-anunciado McLaren Artura.

O primeiro híbrido plug-in com tração traseira da Ferrari combina o V6 com um motor elétrico para uma potência total de 830 cv (818 cv). De acordo com a marca. o motor híbrido envia toda essa energia para as rodas traseiras por meio de uma transmissão de dupla embreagem, de oito marchas.  Apenas bo mode elétrico é possíve rodar por 25 km.

Você viu?

Falando em desempenho, o cupê precisa de apenas 2,9 segundos para atingir 100 km/h e apenas 7,3 segundos para chegar a 200 km/h. Quanto à velocidade máxima , pode atingir mais de 330 km/h.

A Ferrari diz que o 296 GTB deu uma volta na pista de Fiorano em 1 minuto e 21 segundos, o que o torna meio segundo mais rápido que o 488 Pista e apenas um segundo mais lento que o 812 Competizione.

Além da GTS com teto rebatível, a Ferrari também está oferecendo uma versão Assetto Fiorano que consiste em um pacote de pista com uma suspensão derivada de corrida, uma configuração aerodinâmica revisada com apêndices extras de fibra de carbono e materiais leves que o tornam 12 kg mais leve do que o 296 GTB convencional. Opcionalmente, o superesportivo pode ser pedido com pintura inspirada no modelo 250 LM vencedor de Le Mans.

Até o momento, a marca não divulgou quando será lançado e quanto o novo supercarro vai custar, mas é seguro dizer que o 296 GTB será um pouco mais acessível do que o F8 Tributo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários