Honda NSX da primeira geração, de 1990, ao lado do último, da linha 2022, com motor biturbo, de 600 cv
Divulgação
Honda NSX da primeira geração, de 1990, ao lado do último, da linha 2022, com motor biturbo, de 600 cv

A última leva do superesportivo Honda NSX será a mais potente da história, mas vai encerrar a trajetória do modelo cuja primeira geração foi lançada em 1990 depois de ter sido desenvolvida por Ayrton Senna enquanto era piloto da McLaren-Honda. Vão ser feitas apenas 350 derradeiras unidades, sendo que 300 das quais ficarão nos EUA e o restante no Japão.

O Honda NSX Type S terá motor 3.5 V6, biturbo, de 600 cv, que recebeu novos bicos injetores e intercoolers, além de um par de turbinas de sobrealimentação com configuração inédita, seguindo a receita da versão de competição Evo Racer, entre as mudanças. São 27 cv a mais que o modelo anterior, de 573 cv.

No conjunto mecânico, a parte de transmissão também recebeu novidades, como as relações do câmbio automatizado, de dupla embreagem e 9 marchas. Além disso, passou a ter o reduções e trocas 50% mais rápidas nos modos de condução Sport e Sport +. Com isso, a Honda diz que o NSX Type S 2022 pode completar uma volta no circuito de Suzuka (Japão), dois segundos antes da versão 2021.

No visual, um dos destaques é o conjunto de rodas montadas em pneus Pirelli P Zero que deixam à mostra pinças de seis pistões Brembro no eixo dianteiro e de quatro, no traseiro. Como opcional, pode-se optar pelos discos de freio de cerâmica e pela cobertura do motor de fibra de carbono para reduzir o peso final do NSX Type S em 26,2 kg.

O novo Honda NSX Type S 2022 tem preço sugerido de R$ 169.500 nos EUA, o que equivale a cerca de R$ 962 mil numa conversão simples, sem contar taxas e impostos. Vale lembrar que o primeiro NSX (New Sportcar Experimental) vinha com um V6 aspirado , com comandos de três ressaltos e 283 cv, com câmbio manual, de seis marchas.

Antes de chegar à versão final, o Honda NSX passou por uma série de testes com Senna ao volante em diversas voltas no circuito japonês em que o piloto se sagrou tricampeão do mundo, em 1991, feito que vai completar 30 anos no próximo dia 20 de outubro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários