Porsche Taycan é o primeiro modelo elétrico de produção da fabricante
Divulgação
Porsche Taycan é o primeiro modelo elétrico de produção da fabricante

Taycan? Nada disso! O primeiro Porsche 100% elétrico foi apresentado em 1898. Estamos falando do Egger-Lohner C.2 Phaeton, desenvolvido por Ferdinand Porsche como uma alternativa aos carros a combustão que estavam surgindo na época.

O primeiro modelo híbrido também não demorou a ser mostrado. O Lohner-Porsche “Mixte” chegou em 1900, com dois motores a gasolina que geram energia para geradores elétricos, em um esquema semelhante à tecnologia e-Power da Nissan . Estes moviam as rodas do automóvel.

A Porsche sempre esteve na linha de frente do avanço da indústria automotiva. No século XXI, a fabricante alemã pretende eletrificar seu catálogo global, e os executivos já consideram abrir um “IPO” para que as pessoas possam investir na marca na Bolsa de Valores de Frankfurt.

Conversamos com Rodrigo Fonseca, especialista de modelos eletrificados da Porsche do Brasil, para entender mais sobre o conceito do mercado:



Você viu?

O plano de eletrificação da Porsche é ousado. Até 2025, a fabricante espera que metade de seus veículos sejam totalmente elétricos ou híbridos. No ano passado, em 2020, um em cada três Porsches vendidos na Europa eram eletrificados. 

O catálogo de veículos híbridos e elétricos da Porsche no Brasil é extenso. Na linha Panamera , conta com os modelos 4 E-Hybrid (R$ 649.900), 4S E-Hybrid (R$ 719.900), Sport Turismo E-Hybrid (R$ 659.000) e Turbo S E-Hybrid (R$ 1,1 milhão).

O Cayenne tem quatro opções híbridas: E-Hybrid (R$ 549.000), E-Hybrid Coupé (R$ 579.000), Turbo S E-Hybrid (R$ 1,02 milhão) e Turbo S E-Hybrid Coupé (R$ 1,04 milhão).

Para o Taycan , a Porsche disponibilizou quatro versões: Base (R$ 615.990), 4S (R$ 699.990), Cross Turismo (R$ 685.000) e 4S Turbo (R$ 909.900). Não há uma marca premium com um catálogo de elétricos e híbridos tão extenso quanto a Porsche.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários