Multa ao falar pelo celular enquanto dirige
Divulgação
Multa ao falar pelo celular enquanto dirige

Se você tomou uma multa injustamente e ache que nem adianta recorrer, saiba de uma boa notícia. Do total de 788 recursos (entre julho a agosto de 2021) que deram entrada nas Jaris (Juntas Administrativas de Recursos de Infrações) nas superintendências regionais do Estado, 182 foram acatadas a favor do condutor, 23%. Ou seja, um em cada cinco cidadãos tem êxito na contestação.

De acordo com o Detran.SP, entre os recursos deferidos, constam contestações sobre não usar cinto de segurança, dirigir segurando o telefone celular e efetuar manobra perigosa em via pública.

O levantamento exclui multas por dirigir sob influência de álcool, que são gravíssimas e tiveram apenas 2,4% deferidas até junho de 2021. A razão é que a autuação é feita com abordagem policial e com uso do bafômetro, o que aumenta a credibilidade da punição. Como o Detran.SP já listou recentemente, muitos dos argumentos usados pelos motoristas flagrados alcoolizados parecem desculpas esfarrapadas, como comer um bombom com licor ou fazer bochecho com enxaguante bucal.

Na hora de elaborar o recurso, as dúvidas são muitas e erros simples podem atrapalhar o processo e ganho de causa. Confira dicas importantes para acertar no recurso através do site www.detran.sp.gov.br .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários