A falta de semicondutores no mercado automotivo vai acabar com iniciativas como a da Bosch no mercado europeu
Divulgação
A falta de semicondutores no mercado automotivo vai acabar com iniciativas como a da Bosch no mercado europeu

Com a crise mundial da escassez dos semicondutores que atingiu a maiorias das fábricas promovendo paralizações e férias coletivas, como compromisso de reverter a situação, a Bosch anuncia o investimento de 400 milhões de euros para 2022.

O objetivo é expandir as fábricas de Dresden e Reutlingen , na Alemanha cujo orçamento também prevê a abertura de um novo centro de teste para semicondutores em Penang, na Malásia , que a partir de 2023 poderá testar os sensores e chips semicondutores.

A primeira expansão foi destinada para atender ao aumento da demanda por sensores MEMS e semicondutores de potência de carboneto de silício e, ao todo, o investimento já ultrapassou 50 milhões de euros neste ano.

Já para a segunda etapa, a empresa investirá cerca de 50 milhões de euros nos próximos dois anos e, além disso, a Bosch também pretende criar 150 novos empregos na área de desenvolvimento de semicondutores em sua unidade de Reutlingen.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários