Para poder fazer a conversão para GNV é preciso pedir um novo Certificado de Registro de Veículo para o Detran
Divulgação
Para poder fazer a conversão para GNV é preciso pedir um novo Certificado de Registro de Veículo para o Detran

Com a disparada dos preços não apenas da gasolina, mas também do etanol, uma das alternativas de quem precisa utilizar o carro no dia a dia é conversão para rodar com GNV (Gás Natural Veicular). Conforme o Detran-SP, entre janeiro e outubro de 2021, houve alta de 102% nos pedidos para a mudança na comparação com os mesmos meses de 2020.

Porém, vale saber quais são os prós e contras do GNV para fugir dos altos preços da gasolina . De qualquer forma, os pedidos para conversão vêm subindo bastante. Ainda de acordo com o Detran-SP , apenas em outubro último foram feitos 756 pedidos, ante 290 do mesmo mês do ano passado.

Não é para menos que as pessoas estão procurando cada vez mais o GNV . Segundo os números da ANP (Agência nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), nos oito primeiros meses de 2021, o preço médio da gasolina já subiu 28% e o do etanol, 28%. E isso afeta bastante frotistas, motoristas de aplicativos, taxistas, entre outros profissionais.

O que é preciso para fazer a conversão

GNV: o preço médio de uma conversão para GNV fica em R$ 5 mil hoje em dia em oficinas credenciadas
Divulgação
GNV: o preço médio de uma conversão para GNV fica em R$ 5 mil hoje em dia em oficinas credenciadas


Mas, para poder fazer a conversão é preciso ter uma autorização do Detran, com a emissão de um novo CRV (Certificado de Registro de Veículo). O serviço é solicitado por meio do [email protected] e os seguintes documentos deverão ser digitalizados e encaminhados:

- Documento de identificação pessoal do proprietário do veículo

- Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) - Se o registro do veículo ocorrer a partir de 04/01/2021, o documento que deve ser apresentado é o CRLV-e.

Leia Também

- Requerimento de autorização prévia para modificação do veículo preenchido conforme modelo disponível no portal do Detran-SP

Será feita a verificação de débitos e impedimentos, e, caso toda documentação esteja em ordem, será expedida a autorização prévia e encaminhada por e-mail ao cidadão, que poderá apresentar seu veículo em qualquer Instituição Técnica Licenciada (ITL) para a realização de inspeção de segurança veicular , cuja conclusão resulta na emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Após a ITL, é necessário ir com seu veículo a uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV) para obter o laudo que libera a realização da alteração de combustível . Os serviços pode ser realizado em qualquer município que tenha uma empresa credenciada junto ao Detran-SP.

Para fazer o procedimento, o cidadão realiza a vistoria em uma empresa credenciada uma somente uma vez, antes da instalação . Depois, vai à ITL anualmente obter o certificado para poder licenciar o veículo.

Com esses documentos em mãos, o proprietário deverá solicitar o agendamento em qualquer unidade do Poupatempo para solicitar a segunda via do CRV (se não houver mudança de propriedade) ou a transferência, ambas com a informação de que há alteração de característica veicular , no caso, do combustível.

Também é bom lembrar que que a conversão do combustível do veículo deve ser realizada em oficinas especializadas e homologadas. O serviço é pago diretamente nos estabelecimentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários