Grupo VW já analisa as acusações para montar defesa sobre justificativa
Divulgação
Grupo VW já analisa as acusações para montar defesa sobre justificativa "infundada", afirma

Depois do Grupo VW licenciar a tecnologia móvel 2G e 3G da Acer, a empresa de tecnologia entra com uma ação judicial contra a alemã. Acusada de infringir algumas de suas outras patentes, a VW estaria sujeita a pagar pelos danos por uso não autorizado de tecnologias patenteadas e por infrações passadas.

A Acer diz, em sua ação movida no estado americano da Virgínia, que o Grupo VW tem instalado seus chips móveis 4G em vários modelos Volkswagen , sem qualquer autorização. A queixa alega que a tecnologia infringida está no novo ID.4, no SUV Atlas, no Golf, no Tiguan, e em muitos outros modelos.

Caso da Acer não é o primeiro e pode acabar estimulando outros para o futuro
André Cardozo/iG
Caso da Acer não é o primeiro e pode acabar estimulando outros para o futuro

O Grupo VW disse à Reuters que está examinando a ação judicial antes de decidir como proceder. Entretanto, a empresa também disse que as alegações eram "infundadas" e que a empresa vai se defender. A briga com a Acer vem de acusações desde 2019, quando a VW anunciou seu serviço Car-Net 4G. Mais recentemente, a montadora alemã fechou um acordo de licenciamento com a Huawei para essa tecnologia de dados móveis.

O sucesso do caso da Acer poderia estimular outros fornecedores a entrarem com ações judiciais contra montadoras, já que a luta pela propriedade intelectual aquece na era digital. Outro exemplo disso ocorreu em outubro, a General Motors, a Toyota e a Honda tiveram processos por infração de patentes relacionadas à tecnologia móvel.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários